Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Point-of-View Shot - Mommy (2014)

por Catarina d´Oliveira, em 31.03.15

mommy.jpg

 

 

"Toi et moi, on s'aime encore, hein ?"

 

Exuberante e cru – é assim o cinema de Xavier Dolan, o jovem realizador que chegou às bocas do mundo com a sua quinta longa-metragem, premiada em Cannes e tatuada na memória.

 

Mas o enfant terrible canadiano não é novo nestas andanças. Depois de uma carreira prolífera como ator infantil, serpenteou para trás das câmaras com apenas 19 anos, quando lançou o seu primeiro filme, J'AI TUÉ MA MÈRE, um grito de raiva materializado num drama parcialmente autobiográfico sobre a complexidade dos laços de um filho problemático e uma mãe alheada.

 

Essa primeira obra, que espalhou na tela como pinceladas seguras alguns dos primeiros indícios daqueles que seriam os traços mais distintivos da obra de Dolan, está intimamente ligada com o seu mais recente filme. É que se J'AI TUÉ MA MÈRE foi um castigo alegórico para a sua mãe, MOMMY nasceu para vingá-la.

 

mommy2.jpg

 

Die é uma mãe solteira, viúva mas com muita garra, dá por si com o fardo de ter a guarda exclusiva de Steve, o seu filho de 15 anos que sofre de Perturbação de Hiperatividade e Défice de Atenção. Enquanto tenta sustentar ambos e lida com esta situação difícil, Kyla, a nova e peculiar vizinha da frente, oferece-se para a ajudar. Juntos encontram um novo sentido da vida, de equilíbrio e esperança.

 

Furioso, MOMMY é um tornado de emoções à flor da pele, mas um mestre absoluto na sua gestão – nunca se torna cansativo, porque a energia do seu caos organizado é absolutamente revigorante. O ritmo é implacável, brilhando ao nível de uma realidade de emoção, frustração e desejo aumentados. É uma viagem na montanha-russa sem paragens, selvagem, louca, e completamente embebida na pop que marcou o crescimento das gerações de 80 e 90.

 

Atirando-se à arte que nasceu para ser sua com o apetite voraz de uma criança num recreio sem limites, Dolan tem vindo a consolidar uma estética única e uma voz distinta; com MOMMY chega a irrevogável prova de uma maturidade emocional além dos seus 25 anos.

 

mommy3.jpg

 

Mas este não é apenas um portento dramático, ou exímio no contexto narrativo pungente. É, igualmente, uma exposição viva de criatividade cinematográfica. Apoiando-se num revolucionário aspect ratio de 1:1 (o equivalente, digamos, ao formato de uma fotografia no Instagram), obriga-nos a respirar as emoções dos personagens num quadrado perfeito, criado especificamente para aniquilar possibilidade de escape. Todos os sentimentos, as revoltas e motins emocionais são maximizados, até um momento de pura liberdade artística, evidentemente transcendente, que torna a razão para esta decisão técnica ainda mais clara.

 

No contexto das interpretações, é profundamente doloroso recordar a falta de reconhecimento que o tridente de Dolan tem obtido. Anne Dorval, musa habitual do realizador, é uma força da natureza como a excêntrica viúva Die, naquela que foi certamente, uma das interpretações femininas mais poderosas de 2014. Também o jovem Antoine Olivier Pilon foi fenomenal como o bombástico e imprevisível Steve, e Suzanne Clément confere uma qualidade enigmática à professora reservada que ajuda a família.

 

mommy4.jpg

 

Trágico mas luminoso, MOMMY é um filme de surpreendente violência e dor profunda, pontuado por explosões de absoluta (e genuína) felicidade. É euforia pura, inebriante, cheio daquilo que torna a vida… na vida.

 

Uma consequência justa. Uma reviravolta injusta. Um sorriso sincero. Um uivo de dor. Uma lembrança serena. Uma ferida em carne viva. Uma gargalhada dobrada. Um murro no estômago. Um abraço de esperança. Um choro de morte.

 

E passando os dedos pelas cicatrizes, saímos da sala mais vivos.

 

 

10/10

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festivais - Cannes 2014 presidido por Jane Campion

por Catarina d´Oliveira, em 07.01.14

Foi hoje anunciado pela organização do Festival de Cannes que será a neozelandesa Jane Campion a presidir o júri da 67ª edição do Festival, que decorrerá entre 14 e 25 de maio.

 

Campion foi a primeira (e única!!) mulher a conquistar a Palma de Ouro, por "The Piano" em 1993. A bem dizer, até recebeu duas Palmas, sendo a primeira pela curta-metragem "An Exercise in Discipline - Peel", em 1986.

São grandes ainda que vergonhosamente tardias notícias para o Cinema no Feminino!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festivais - Vencedores Cannes 2013

por Catarina d´Oliveira, em 27.05.13

Terminou ontem o festival de Cinema de Cannes com o anúncio dos vencedores da 66ª edição. 

 

O júri presidido por Steven SPielberg deliberou e atribuiu a cobiçada Palma de Ouro a "La vie d’Adéle", de Abdellatif Kechiche - o filme sensação do festival e que reuniu maior consenso relativamente à qualidade e sensibilidade do seu retrato de uma relação entre duas jovens raparigas (protagonizadas pelas atrizes Adèle Exarchopoulos e Léa Seydoux).

 

 

Noutros destaques, "Inside Llewyn Davis" de Ethan e Joel Coen, que também havia reunido boas críticas ficou com o "2º lugar" ao receber o Grande Prémio do Júri.

 

Entre a lista completa de vencedores conta-se ainda um belíssimo estandarte luso, suportado por João Nicolau, que com "Gambozinos" arrecadou o Prémio Illy de Curta-Metragem.

 

Abaixo segue a lista completa de vencedores em todas as secções do festival.

 

 

Palma de Ouro
"La vie d’Adéle", de Abdellatif Kechiche

Grande Prémio do Júri
"Inside Llewyn Davis", de Ethan e Joel Coen

Melhor Realizador
Amat Escalante, por "Heli"

Melhor Atriz
Berenice Bejo, por "Le Passé"

Melhor Ator
Bruce Dern, por "Nebraska"

Melhor Argumento
Jia Zhangke, por "A Touch of Sin"

Prémio do Júri
"Like Father Like Son", de Hirokazu Koreeda

Camera d’Or - Melhor Primeiro Filme
"Ilo Ilo", de Anthony Chen

Palma de Ouro (Curta-Metragem)
"Safe", de Moon Byoung-Gon

Menção Especial
"37°4 S", de Adriano Valerio
"Whale Valley", de Gudmundur Arnar Gudmundsson


Secção Un Certain Regard

 

Prémio Un Certain Regard
"L’image manquante", de Rithy Panh

Melhor Realizador
Alain Guiraudie, por "L’Inconnu du lac"

Prémio do Júri
"Omar", de Hany Abu-Assad

Melhor Interpretação
Elenco de "La Jaula de Oro", de Diego Quemada-Diez

Prémio do Futuro
"Fruitvale Station", de Ryan Coogler


Cinéfondation

 

Primeiro Prémio
"Needle", de Anahita Ghazvinizadeh (EUA)

Segundo Prémio
"En Attendant Le Dégel", de Sarah Hirtt (Bélgica)

Terceiro Prémio
"In the Fishbowl", de Tudor Cristian Jurgiu (Roménia)
"Pandas", de Matúš Vizár (Rep. Checa)


Quinzena dos Realizadores

 

Prémio Art Cinema
"Les Garçons et Guillaume, à table!", de Guillaume Galliene (França)

Prémio Label Europa Cinemas
"The Selfish Giant", de Clio Barnard (Reino Unido)

Prémio SACD
"Les Garçons et Guillaume, à table!", de Guillaume Galliene (França)

Menção Especial
"Tip Top", de Serge Bozon (França)

Prémio Illy de Curta-Metragem
"Gambozinos", de João Nicolau (Portugal)

Menção Especial
"Pouco mais de um mês", de André Novais Oliveira (Brasil)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festivais - Lineup completa de Cannes 2013

por Catarina d´Oliveira, em 18.04.13

Foi finalmente anunciado o lineup do Festival de Cinema de Cannes, que terá lugar entre 15 e 25 de maio de 2013.

 

 

Entre os filmes em Competição da Palma de Ouro destacam-se as presenças de "Behind The Candelabra" de Steven Soderbergh, "La Grande Belleza" de Paolo Sorrentino, "Only God Forgives" de Nicolas Winding Refn, "La Venus a La Fourrure" de Roman Polanski e "Inside Llewyn Davis" de Ethan Coen e Joel Coen.


A lista completa de filmes em exibição poderá ser consultada no site oficial do festival.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Festivais - Os vencedores de Cannes 2012

por Catarina d´Oliveira, em 27.05.12

Foram anunciados há momentos os vencedores da 65ª Edição do Festival de Cannes, e como o burburinho já vinha a atestar, o filme em voga é mesmo Amour De Michael Haneke, que levou a maior honra para casa.

 

 

 

LONGAS-METRAGENS

 

 

Palme d'Or

AMOUR Realizado por Michael HANEKE

 

Grand Prix

REALITY Realizado por Matteo GARRONE

 

Prémio de realização

Carlos REYGADAS Para POST TENEBRAS LUX

 

Prémio do argumento

Cristian MUNGIU Para DUPÃ DEALURI

 

Prémio de interpretação feminina

Cristina FLUTUR e Cosmina STRATAN em DUPÃ DEALURI Realizado por Cristian MUNGIU 

 

Prémio de interpretação masculina

Mads MIKKELSEN em JAGTEN Realizado por Thomas VINTERBERG

 

Prémio do Júri

THE ANGELS' SHARE Realizado por Ken LOACH


 

 

CURTAS-METRAGENS

 

Palme d'Or da curta-metragem

SESSIZ-BE DENG Realizado por L.Rezan YESILBAS

 

 

UN CERTAIN REGARD 

 

Menção especial - Un Certain Regard

DJECA Realizado por Aida BEGIC

 

Prémio de Interpretação Feminina Un Certain Regard

À PERDRE LA RAISON Interpretado por Emilie DEQUENNE

LAURENCE ANYWAYS Interpretado por Suzanne CLÉMENT

 

Prémio Especial do Júri Un Certain Regard

LE GRAND SOIR Realizado por Gustave KERVERN, Benoît DELÉPINE

 

Prémio Un Certain Regard

DESPUÉS DE LUCIA Realizado por Michel FRANCO

 

 

CINEFONDATION

 

Primeiro Prémio da Cinéfondation

DOROGA NA Realizado por Taisia IGUMENTSEVA

 

Segundo Prémio da Cinéfondation

ABIGAIL Realizado por Matthew James REILLY

 

Terceiro Prémio da Cinéfondation

LOS ANFITRIONES Realizado por Miguel Angel MOULET

 

 

GOLDEN CAMERA

 

Caméra d'or

BEASTS OF THE SOUTHERN WILD Realizado por Benh ZEITLIN

Autoria e outros dados (tags, etc)

Awards Season - Selecção Festival Cannes

por Catarina d´Oliveira, em 23.04.09

Não falta assim tanto tempo para um dos mais conceituados festivais de cinema do ano, o festival de Cannes, que nos trará a sua 62ª Edição.

 

52 filmes estão divididos em quatro categorias: Competition, Un Certain Regard, Out of Competition, and Special Screenings. O festival arranca dia 13 de Maio e termina dia 24 do mesmo Mês. Apesar de alguns dos realizadores favoritos e dos filmes mais aguardados não estarem presentes, o cartaz é muito, mas muito aliciante! Fica então a lista! 

 

 

 

 

OPENING NIGHT FILM:
Pixar's Up - Dir:
Pete Docter

 

COMPETITION:
Broken Embraces - Dir:
Pedro Almodóvar
Fish Tank - Dir:
Andrea Arnold
A Prophet - Dir:
Jacques Audiard
Vincere - Dir:
Marco Bellocchio
Bright Star - Dir:
Jane Campion
In the Beginning - Dir:
Xavier Giannoli
Map of the Sounds of Tokyo - Dir:
Isabel Coixet
The White Ribbon - Dir:
Michael Haneke
Taking Woodstock - Dir:
Ang Lee
Looking for Eric - Dir:
Ken Loach
Spring Fever - Dir:
Lou Ye
Kinatay - Dir:
Brillante Mendoza
Enter The Void - Dir:
Gasper Noe
Thirst - Dir:
Park Chan-wook
Les Herbes Foilles - Dir:
Alain Resnais
The Time That Remains - Dir:
Elia Suleiman
Inglourious Basterds - Dir:
Quentin Tarantino
Vengeance - Dir:
Johnnie To
Face - Dir:
Tsai Ming-liang
Antichrist - Dir:
Lars von Trier

 

UN CERTAIN REGARD:
Mother - Dir:
Bong Joon-ho
Irene - Dir:
Alain Cavalier
Precious - Dir:
Lee Daniels
Demaine Des L'Aube - Dir:
Denis Dercourt
Adrift - Dir:
Heitor Dhalia
Nobody Knows About The Persian Cats - Dir:
Bahman Ghobadi
The Wind Journeys - Dir:
Ciro Guerra
Le Pere De Mes Enfants - Dir:
Mia Hansen-Løve
Tale In The Darkness - Dir:
Nikolay Khomeriki
Air Doll - Dir:
Hirokazu Kore-Eda
Dogtooth - Dir:
Giorgos Lanthimos
Tzar - Dir:
Pavel Lounguine
Independence - Dir:
Raya Martin
Police, Adjective - Dir:
Corneliu Porumboiu
Nymph - Dir:
Pen-Ek Ratanaruang
To Die Like A Man - Dir:
João Pedro Rodrigues
Eyes Wide Open - Dir: Haim Tabakman
Samson & Delilah - Dir:
Warwick Thornton
The Silent Army - Dir:
Jean van de Velde
Tales From The Golden Age - Dir: Hanno Hofer, Razvan Marculescu, Cristian Mungiu, Constantin Propescu, Ioanna Uricaru

 

OUT OF COMPETITION:
The Army of Crime - Dir:
Robert Guédiguian
Agora - Dir:
Alejandro Amenabar
The Imaginarium of Doctor Parnassus - Dir:
Terry Gilliam

 

SPECIAL SCREENINGS:
Petition - Dir:
Zhao Liang
L'epine Dans le Coeur - Dir:
Michel Gondry
Min Ye - Dir:
Souleymane Cissé
Jaffa - Dir:
Keren Yedaya
Manila - Dir:
Adolfo Alix Jr. and Raya Martin
My Neighbor, My Killer - Dir:
Anne Aghion

 

MIDNIGHT SCREENINGS:
A Town Called Panic - Dir:
Stéphane Aubier and Vincent Patar
Ne Te Retourne Pas - Dir:
Marina de Van
Drag Me to Hell - Dir:
Sam Raimi

 

CLOSING NIGHT FILM:
Coco Chanel & Igor Stravinsky - Dir:
Jan Kounen

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Abril 2016

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial



subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D