Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


 

 

Depois do fantástico Guia de Sobrevivência (cof, cof...), e tendo em mente as almas mais curiosas e confusas, resolvi organizar uma pequena F.A.Q. (Frequently Asked Questions) para garantir o sucesso da vossa missão de sobrevivência num filme de terror. 

 

Porque nunca se sabe quando a morte pode estar à espreita, vamos a isso sem mais demoras, que tenho coisas ao lume.

[Está aberta a possibilidade de todos os leitores submeterem as suas próprias perguntas/respostas, que serão aqui incluídas com a devida identificação da fonte.]

 

 

 

Q: Acabei de perceber que estou num filme de terror. Há alguma forma de contornar a situação – alterando o género do filme ou subornando os argumentistas?

A: Infelizmente não há qualquer registo de suborno dos argumentistas que não tenha resultado numa personagem a acabar num saco mortuário. No que respeita à subversão ou alteração de género… é importante compreender que na esmagadora maioria dos filmes de terror (comerciais), a alminha que começa a gozar com os acontecimentos esperando tornar as ações um palco de comédia não leva muito tempo a abandonar o seu corpo. Mesmo que a ameaça seja um monstro anão com uma arma que te transforma numa banana, leva o assunto a sério e pensa numa solução lógica.

 

Q: Há regras diferentes para os diversos subgéneros do terror?

A: Existem algumas especificidades – os vampiros não têm grande oportunidade de atacar de dia, e os zombies são mais flexíveis apesar de lentos (em alguns casos). Entretanto, por exemplo, ser uma rapariga jovem num filme slasher é um bilhete para a morgue, mas muitas das regras básicas são semelhantes.

 

Q: Sou uma rapariga de cabelo loiro. Devo pintá-lo de outra cor para sobreviver? 

A: Sim. Não me recordo de muitas raparigas loiras que tenham chegado ao final de um filme de terror, e as probabilidades são ainda mais afuniladas se se tratar de uma loira atraente e pouco inteligente.

 

Q: Acho que a casa que acabei de comprar está assombrada por uma senhora que aqui viveu há 346 anos. O que devo fazer?

A: Põe-te a milhas.

 

Q: Oh diabos… que barulho foi aquele? Devo ir ver o que é?

A: Primeira dica: não foi o vento. Segunda dica: também não foi o gato, mesmo que “tenha sido”. Vai espreitar apenas se estiveres desejante de uma óbito particularmente sujo e criativo.

 

Q: Então posso espreitar à janela?

A: Não.

 

Q: És tu Maria?

A: Não, não é a Maria. Provavelmente a Maria já está a fazer cimento no jardim das tabuletas.

 

Q: O que devo fazer?

A: Se fores uma rapariga, deita fora os saltos altos e calça algo confortável que já tenhas usado (as bolhas aleijam). No caso dos homens, aplica-se a mesma regra, apesar de ser provável que a maioria não esteja a usar saltos. Se quiserem mesmo usar algum calçado complicado (chinelos, botas de ski, etc) comecem a praticar corrida com ele uma semana antes do apocalipse ou ataque dos psicopatas.

 

Q: O jantar foi pesado e apetece-me dar um passeio nesta noite de nevoeiro e lua-cheia. Onde devo ir?

A: Passeia pela sala de jantar e se quiseres ar fresco arranja uma ventoinha. Passeios por caminhos de cabras, florestas e cemitérios estão completamente proibidos. Se tiveres mesmo de saír, dirige-te a uma rua ou espaço público com movimento.

 

Q: Estou em grupo e estamos a ser atacados por alguma coisa lá fora. Entretanto tenho vontade de fazer xixi. Posso ir?

A: Não. Em ciruncstância alguma podem separar-se, a menos que queiram ficar com um elemento a menos. Puxa um penico ou organizem uma expedição ao W.C. No limite, e se o W.C. for colado à sala, faz as tuas necessidades de porta aberta.

 

Q: Ligaram-me para casa e só oiço uma respiração pesada. O que é que faço?

A: Se conseguires, tenta descobrir quem fez a chamada. Senão... tranca as portas e as janelas e não durmas nem te ponhas a tomar banho durante as próximas 48 horas.

 

Q: Oh não... o psicopata está dentro da minha casa, para onde devo fugir?

A: Ao contrário do que os mitos urbanos aparentemente perpetuados pelas personagens dos filmes de terror dizerem que é fixe fugir para o andar de cima da tua casa, não é. Não só perdes uma saída (a porta) como a hipótese de usar uma janela, a menos que te querias desmontar todo/a no chão. Nem vamos falar de esconderijos dentro de armários ou debaixo da cama. A porta da rua é serventia da casa.

 

Q: O meu amigo acabou de ser mordido por um zombie/lobisomem/vampiro/monstro raivoso mas diz que está fresco que nem uma alface. O que é que faço?

A: Pelo sim pelo não, enjaula-o e procura sinais estranhos como o crescimento anormal de pelos nas costas, ou o aparecimento de uma dentadura sobredotada, ou de espuma nos cantos da boca. Se não tiveres oportunidade de o enjaular, é caso para fazer as despedidas e enfiar-lhe um balázio na cabeça. Amigos amigos, pragas à parte.

 

Q: Estava a uns km do meu destino quando o meu carro deixou de funcionar misteriosamente. Enquanto explorava, encontrei um albergue a cair de podre com olhos e línguas pendurados pelas paredes e os donos ofereceram-me abrigo. Aceito?

A: Só se quiseres ter também os teus olhos, língua e, possivelmente, outros órgãos pendurados por aí. Por uma vez na vida, carrega o telemóvel com bateria suficiente para a viagem para, se for necessário, chamar o reboque ou a polícia.

 

Q: Qual é a melhor arma para garantir a minha sobrevivência contra um psicopata?

A: Uma arma por si não garante nada, mas ajuda. Algumas escolhas clássicas são motosserras e caçadeiras. Todavia, ver-te-ás muitas vezes em situações onde terás de improvisar com itens comuns – facas de cozinha, molduras, extintores, eletrodomésticos, cenouras ou qualquer outro vegetal.

 

Q: No caso de um ataque zombie, qual é a melhor arma que posso utilizar?

A: Um tanque de guerra ou um velociraptor... ou 15. Ou um T-Rex. Se não tiveres nenhum à mão, depende do tipo de zombie que estás a combater. No caso de zombies criados por infeções virais, se possível, tenta apenas evitá-los porque a cura pode estar ao virar da esquina e é mal empregada. Em qualquer outra situação, é caso para rebentar com eles sem dó nem piedade.



[Está aberta a possibilidade de todos os leitores submeterem as suas próprias perguntas/respostas, que serão aqui incluídas com a devida identificação da fonte.]

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D