Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Fevereiro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Mise en Scène - "O Que os Olhos Não Vêem"

por Catarina d´Oliveira, em 06.02.13

Uma das coisas que mais gosto nesta faina é encontrar entre os leitores do Close-Up gente que se anda a esforçar por vingar ou deixar a marca nesta arte a que cada um de nós dedica um pouco de si, e oferece outro tanto.

 

 

Ora o Pedro Horta é um desses leitores e surge com uma proposta aliciante para a sua primeira longa-metragem: "O Que os Olhos Não Vêem", um filme de terror made in Portugal que até já tem teaser trailer (mais abaixo).

 

Entretanto, diz-nos a sinopse oficial

"Cinco amigos que andam na Faculdade de Cinema de Lisboa, fazem praxes e partidas uns aos outros, e sem querer (ou não), despoletam uma entidade Demoníaca através de um livro de feitiços.

Nesse fim de semana, vão fazer filmagens a uma casa numa localidade isolada em Portugal, um deles começa a revelar sinais de possessão, e todos eles começam a desconfiar uns dos outros. 

Um a um são condenados por aquela entidade desconhecida, mas um deles resiste ao Demónio e pode ser a chave da solução."




Podem seguir a página oficial de facebook de "O Que os Olhos Não Vêem", que está neste momento em produção e tem lançamento anunciado para 2014, se tudo correr sobre rodas. Da minha parte, ficam os maiores votos de sucesso para o Pedro e que este seja apenas o primeiro de muitos sucessos!

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

Sem imagem de perfil

De Loot a 07.02.2013 às 13:36

A primeira coisa que vi ao olhar para o poster foi um frasco de perfume, talvez verniz, mas como assumir o fumo como se de uma fragrância se tratasse (culpa do título), vi um perfume e só depois a porta e tapete. Não sei se foi propositado, a início achei que sim depois não tanto.

De qualquer das maneiras não me parece ser o 1º filme de terror português. É o problema dos absolutos, quando são usados na maioria das vezes estão errados. Vai-nos mantendo actualizados que seguirei atento o desenvolvimento disto (de momento não consigo é ver o vídeo).
Sem imagem de perfil

De Balotelli a 07.02.2013 às 22:43

1º filme de terror made in portugal? Alguem não sabe o que está a dizer... E depois isto não é um filme. É um encontro de amigos: a história é banal, o trailer foi feito no windows movie maker,... Nem merece este destaque. O orçamento deve ter sido barato (pa ai 20 euros), mas isto só vai servir para alguém perder dinheiro e para arrumar com a (curta) carreira cinematográfica deste senhor.
Imagem de perfil

De Catarina d´Oliveira a 08.02.2013 às 12:48

Amigo,

o "1º filme de terror bla bla" foi uma mera apropriação de uma expressão que está no poster e na descrição do filme, e é a premissa que o realizador oferece (apesar de, tecnicamente, ser impossivel utilizar o absoluto da expressão). De todo o modo, e para impedir mal entendidos, já alterei, apesar de continuar no poster - nesse não posso mexer.

Quanto à produção... é feita com as condições possíveis e não deve ser diminuida por isso. Entendo onde quer chegar com os seus apontamentos, mas também penso que se não experimentarmos com as coisas, com géneros pouco explorados (em Pt), mesmo que com orçamentos limitados, aí é que não vamos a lado nenhum. Pelo que, pelo menos, a iniciativa me parece de louvar :)

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Fevereiro 2013

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
2425262728


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D