Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Awards season - Globos de Ouro 2013: o rescaldo

por Catarina d´Oliveira, em 14.01.13

Parece que ainda ontem andava que nem uma louca à procura de live streams para assistir à 70ª Edição dos Golden Globes, e entretanto, já eles passaram. Bom, na verdade, parece que foi ontem porque foi, de facto, ontem - suspeito que metade do meu cérebro ainda está adormecido, depois de uma noitada até às 6 da manhã. Os 22 anos pesam-me mais do que nunca - sou uma idosa num corpo de uma jovem, vou precisar de uma semana a soro para recuperar.

 

 

De todo o modo, para trás ficou uma noite de mais confirmações do que surpresas - apesar de haver sempre espaço para umas agradáveis -, para um grande entusiasmo perante a dupla de apresentadoras, e para o deleite com alguns momentos singulares em palco. Vamos por partes.

 

 

AS ANFITRIÃS

 

Por mais escabroso e escandalosamente divertido que tenha sido nos seus dias áureos, depois de três anos de Ricky Gervais já era admitidamente altura de mudar de ares em termos de anfitriões dos Golden Globes.

 

Num "move" não muito atual na indústria, a oportunidade de apresentar uma das grandes cerimónias de entrega de prémios de Cinema (e Televisão) foi dada não apenas a uma, mas a duas mulheres. Mas estas, meus amigos, não são duas mulheres quaisquer. Estas duas Mulheres são Tina Fey e Amy Poehler, uma dupla cuja química já estava devidamente atestada depois de terem trabalhado juntas (em ótimo efeito) no Saturday Night Live - apesar de separamente também serem conhecidas pelos seus incríveis e inimitáveis dotes cómicos.

 

Os auspícios eram tremendos, e as campanhas publicitárias só nos deixaram a água a crescer na boca continuamente. Até chegar o dia. E o dia, ou será mais correto chamarmos-lhe noite, foi fantástico. 

 

Durante os 8/9 minutos do monólogo inicial, o público presente no Bervely Hilton alternou entre as gargalhadas descompostas e o queixo escarrapachado no chão. A sala estava autenticamente em chamas. O único defeito? Continuam os Globos de Ouro com aquele feitiço que faz os apresentadores "desaparecerem" depois do primeiro monólogo. E nós queriamos mais, queriamo-las toda a noite, e em todo o lado... fica o desejo para o futuro, e o fabuloso vídeo do afamado monólogo bipartido.

 

 

 

OS APRESENTADORES CONVIDADOS

 

Como sempre, há três categorias de apresentadores convidados: 1) os extremamente nervosos e mal preparados que parecem estar com pressa para ir à casa-de-banho; 2) os que se esforçam minimamente, mas falham em ter piada; 3) os realmente bons, que fazem daquele o seu momento e de quem está a assistir, porque se formos bem a ver, é isso que importa.

 

Dos das primeiras duas categorias não me apetece falar porque não tenho especial apreço em bater no ceguinho, mas falarei de dois casos particularmente exemplificativos do 3º modelo.

 

Primeiro, e este é polémico creio, uma vez que muita gente não concorda: Sacha Baron Cohen - a última piada, mais sensível, sobre Anne Hathaway, era escusada, e o estilo de Cohen não apela a todos como bem sei... mas um apresentador que se esforça por arrancar algum tipo de emoção das audiências (em casa e no local) é de louvar.

 

Em segundo lugar, e como não podia deixar de ser, Will Ferrell e Kristen Wiig, que juntos protagonizaram um dos momentos mais divertidos da noite (apenas encontrando equivalente nas piadas ácidas de Poheler e Fey), quando na categoria de Melhor Atriz de Comédia ou Musical deram uma aula de improvisação de 5 minutos.

 

 

 

OS VENCEDORES

 

Da minha parte, nada de grandes surpresas. Apenas alguns apontamentos...

 

Apesar da minha adoração confessa a Christoph Waltz... este ano tinha de ser DiCaprio. Alguém, ou aparentemente muita gente, claramente não gosta da criatura...

 

 

Nas atrizes, tudo limpo, tudo certíssimo, bem como Filme Estrangeiro, que levou o mestre Haneke a subir ao palco e ainda mandar uma bela chalaça dirigida a Arnold Schwarzenegger.

 

"Lincoln" e "Zero Dark Thirty" saíram derrotados (apesar dos seus estandartes principais terem sido premiados), e "Argo" levou os dois prémios titãs para casa. Uma demonstração de carinho e reconhecimento para com Ben Affleck, depois de ter sido inexplicavelmente esquecido pela Academia (apesar de "Argo" não ser dos meus favoritos do ano, é inequivoco que o trabalho de Affleck foi soberbo e merecia ser louvado na máxima potência).

Talvez a única surpresa - e agradável, diga-se - foi a vitória de Quentin Tarantino na categoria de Melhor Argumento, uma vez que enfrentava competição que não o achava capaz de vencer (não necessariamente por falta de qualidade, mas porque nem sempre me parece dos mais acarinhados e compreendidos).

 

 

 

OS DISCURSOS

 

Há um discurso de que se fala - apenas um - portanto vou tentar ir além do óbvio neste ponto, sem no entanto faltar na sua menção.

 

Jodie Foster recebeu a ovação da noite pela receção do prémio carreira pela Hollywood Foreign Press e fez um longo discurso com o qual podia gastar linhas e linhas de descrição com adjetivos diretos - franco, emotivo, não-convencional, urgente, poderoso, nervoso, estranho, fantástico, comovente e, para não terminar com menor palavra, genial.

 

 

Com menos atenção desviada para si devido ao grande momento de Foster, estiveram alguns outros bons discursos os quais não resisti a partilhar.

 

 

 

 

 

RESUMINDO E CONCLUINDO...

 

Make no mistake... eu adoro estas coisas. Não preciso que ninguém me diga qual é o Melhor Filme do Ano, ou o Melhor Ator, ou o que seja, porque compreendo que, entre maiores ou menores afinações técnicas e maiores ou menores afinidades emocionais ou temáticas, cada pessoa tem os seus favoritos, e não deverá deixar que uma cerimónia ou um grupo de pessoas obscuras decida por si.

 

Ainda assim, adoro isto. Adoro, porque gosto de ouvir falar de Cinema, do mais artístico e de autor, ao mais mainstream com caras conhecidas. E se tenho possibilidade de passar um serão agradável e ouvir falar de um deles... não me vou negar a esse prazer, quer concorde mais ou menos com as decisões que lá são tomadas, ou as pessoas que lá são celebradas.

 

Posto isto, foi mais uma noite agradável, leve e de celebração. É o que é preciso, e felizmente existem cerimónias como as dos Globos, que não se levam demasiado a sério, e parecem-me entender melhor o seu lugar. Como desejo pessoal para o próximo ano, gostava de um bis de Tina Fey e Amy Poehler (e estas com presença mais constante ao longo da cerimónia), e uma melhor escolha e/ou preparação dos apresentadores convidados - porque dói um bocadinho comparar a graça e alma de Kristen Wigg e Will Ferrell ao desconforto rígido de Sam Worthington.

 

De resto, tudo nice e até para o ano, HFPA!

 

 

*** *** ***

 

EXTRA: MELHORES MOMENTOS EM FORMA DE GIFS ANIMADOS

 

 

"When it comes to torture, I trust the lady who was married to James Cameron for 3 years".

(até o Joaquin Phoenix QUASE se riu)

 

 

 "Skyfall" vence Melhor Canção Original. High Five!

 

A melhor noite da vida de Tommy Lee Jones.

 

A melhor dupla de apresentadores convidados (e eu usualmente até nem gosto do Will Ferrell)
I beat Meryl!
Drunk Glenn Close. O que há para não amar? <3

 

Quentin Tarantino. What else?

 

*** ***
A lista completa de vencedores de Cinema pode ser consultada aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Loot a 15.01.2013 às 16:08

Vi ontem a cerimónia quase toda. A dupla de apresentadoras foi muito bem escolhida, tal como tu, adoro o Gervais, mas é preciso novo sangue também. Isto lembra-me que já era altura de começar a ver parks and recreations.

Eu gosto do humor do Sacha Baron Cohen, e não há limites para ele, é melhor prepararem-se. O Will Ferrel é altamente, adoro-o e teve muito bem. Realmente o Tommy Lee Jones esteve sempre muito cabisbaixo, há momentos que focam todos a rir e ele tal como na imagem aqui colocada.
Imagem de perfil

De Catarina d´Oliveira a 15.01.2013 às 16:13

Como noutras ocasiões, estamos em plena sintonia, Loot!
E realmente o Tommy Lee Jones... quer dizer ele nunca teve a cara mais flexível, mesmo quando representa os personagens dele nunca tiram aquela "trombA".. mas se calhar o homem comeu alguma coisa que lhe caiu mal, ou assim :P eheh
Sem imagem de perfil

De Coscarelli a 15.01.2013 às 18:09

Dêm-lhe o desconto. O homem odeia estas cerimónias de prémios e este momento foi logo a seguir a ter perdido o prémio de melhor ator secundário para o Christoph Waltz.
Imagem de perfil

De Catarina d´Oliveira a 15.01.2013 às 18:19

Também é muito verdade, Coscarelli, sim senhora...

E claro tem todo o direito de detestar (como o Joaquin Phoenix, que também lá estava), mas realmente aquele contraste é divertidíssimo :P

Sem imagem de perfil

De Edgar Ascensão a 18.01.2013 às 01:44

Essa tal cara dele foi no momento do Will Ferrel, quando estava a gozar com o Hope Springs... Falou mal do filme dele, e não gostou! :P
Imagem de perfil

De Catarina d´Oliveira a 18.01.2013 às 12:11

Ahah é verdade bem me lembro Edgar! Se bem que..enfim.. todos estavam a brincar com todos, um pouco de humor nao fazia mal ao senhor. Mas pronto..proporcionou-nos uma imagem fantástica LOL

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2013

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D