Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Oscars 2012 - Nomeações - Surpresas e Ausentes

por Catarina d´Oliveira, em 24.01.12

Todos os anos toda a gente se queixa que os Oscars são cada vez mais previsíveis, e parece que os senhores da Academia se juntaram para poderem dizer “ai é? Então tomem lá disto!”, porque a edição de 2012 dos Oscars parte do seu lote de nomeados com muitas presenças e ausências inesperadas.


Desde concorrentes aparentemente desaparecidos que renasceram até aos praticamente certos que afinal não eram assim tão certos, há de tudo um pouco na lista final de nomeados que foi anunciada hoje há poucas horas e que pode ser consultada na íntegra aqui.

 

Como dizia o outro, "Prognósticos, só depois do jogo", por isso neste post partilho convosco alguns pensamentos rápidos sobre aquelas que foram para mim as maiores surpresas (positivas e negativas) do dia.

 

 

 

Bridesmaids

O hype que se vinha formando à volta de Bridesmaids vinha a indicar a sua possível e irreverente presença na cerimónia dos Oscars. O dia de hoje trouxe a confirmação sob a forma de duas nomeações de grande importância - Actriz Secundária e Argumento Original.


Tinker Taylor Soldier Spy

Se calhar, esta é mais uma surpresa para mim do que para a maioria de vocês. Ainda não vi o filme, mas não me parecia do género "awards season". A nomeação de Gary Oldman é simultaneamente inesperada mas também bem-vinda - por incrível que pareça é a sua primeira, e será sempre vista como uma homenagem à sua longa carreira.

 

Extremely Loud and Incredibly Close

Mais uma vez - ainda não vi o filme, mas também nunca o imaginei bem como "oscar material", até porque as críticas nem têm sido assim tão boas. Achei mais que era um daqueles feel-good movies que tinham uma imensa produção por trás, mas pelos vistos, fiz um julgamento errado. Apesar de só partir para a luta com duas nomeações, são duas indicações importantíssimas - Melhor Filme e Actor Secundário.


The Girl with the Dragon Tattoo

Não estava com grandes esperanças no seu sucesso na Academia, apesar de ter gostado muito da visão alternativa de David Fincher do universo criado por Stieg Larsson. Mas afinal de contas, acabou mesmo por conquistar lugar em categorias importantes - fiquei contente com a indicação da Fotografia e especialmente de Rooney Mara para Melhor Actriz. Cinco nomeações já é coisa para deixar uma pessoa orgulhosa, mas não percebi bem a ausência na lista de Melhor Filme ( na verdade até percebo por causa do processo de votação da Academia, mas não concordo com a ausência, é mais isso). Tenho pena, acho que era uma indicação merecida tendo em conta o panorama geral. Ah, e já quase me esquecia... o "roubo" na categoria de Banda Sonora Original é criminoso.

 

The Tree of Life

Foi uma surpresa, porque pensava que a obra-prima de Malick estava a desaparecer da mente de toda a gente - sem eu perceber como, mas claro, temos de respeitar. Para minha grande felicidade, surgiu em força nos Oscars com três nomeações de importância vital - Melhor Filme, Realizador e Fotografia. Se fosse eu a escolher, levava todos os três Oscars para casa.

 

Chico&Rita e A Cat in Paris

Provavelmente não tinham ouvido falar destas duas animações - eu só tinha ouvido falar de uma, e foi bem ao longe, confesso. Ainda assim, conseguiram um lugar na categoria de Melhor Animação tomando o lugar de um pequeno filme chamado... Tintin. Não foi um ano particularmente feliz para a animação (pelo menos para a mais mainstream), mas é bom ver duas presenças refrescantes na lista.

 

 

 

Tintin

Falava-se da presença irrefutável na lista de Melhores Animações... e o tiro saiu pela culatra. Em vez de Tintin, temos um gato com botas acompanhado de dois ilustres desconhecidos e mais um panda lutador. O vencedor da noite deverá ser, porém, um lagarto.

 

Melancholia

Perdeu todo o gás que tinha aquando do seu lançamento, mas continuava a defender-se com as boas críticas que recebeu... de qualquer das formas, as boas críticas são a única coisa de que se vai poder gabar no futuro.

 

Drive

Apenas com uma nomeação técnica (Edição de Som), Drive é um ausente de peso, especialmente nas categorias de Melhor Filme, Actor Principal (Ryan Gosling) e Secundário (Albert Brooks). O falatório que se tinha gerado à sua volta, acompanhado de alguns prémios que vinha a arrecadar, tem vindo a esfumar-se, e os Oscars oferecem-lhe um prémio de consolação muito, muito desenxabido. Ryan Gosling é "roubado" pelo segundo ano consecutivo (no ano passado com Blue Valentine).

 

Leonardo DiCaprio (J. Edgar) e Michael Fassbender (Shame)

Confesso que não vi ainda nenhum dos dois filmes em questão, mas as interpretações de DiCaprio e Fassbender têm sido bastante prezadas pela crítica.

 

Tilda Swinton (We Need to Talk About Kevin) e Elizabeth Olsen (Martha Marcy May Marlene)

Acho que 2011 foi um ano para mais tarde recordar no que respeita a interpretações femininas. Nenhuma das nomeadas merecia que a retirassem - a única questão é que este era um ano em que precisávamos de ter umas 10 (ou mais) Senhoras nesta categoria. Uma delas seria Tilda Swinton pelo seu papel avassalador em We Need to Talk About Kevin; outra seria a jovem Elizabeth Olsen que nos ofereceu um retrato polidíssimo e profundo em Martha Marcy May Marlene.

 

Take Shelter e 50/50

O primeiro foi um dos filmes com melhores críticas este ano e com grande reconhecimento pelo papel interpretado por Michael Shannon, o segundo foi a comédia mais arriscada do ano que sonhava com uma indicação para Melhor Argumento Adaptado. Infelizmente, ambos seguem caminho sem qualquer nomeação.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D