Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Flashforward - G.I. Joe Retaliation só em 2013

por Catarina d´Oliveira, em 24.05.12

O caso específico não me aquece nem arrefece, mas é a tendência geral que se começa a formar no mundo do Cinema que me preocupa profundamente.

 

 

A sequela de G.I. Joe: The Rise of Cobra que estava apontada para estrear entre nós no Verão deste ano viu o seu estúdio (Paramount) tomar uma decisão chocante ao adiá-la para o final de Março de 2013. Isto porquê? Porque o estúdio quer mesmo muito ganhar mais uns trocos...ahm...perdão... converter o filme para 3D.

 

"Vamos fazer um trabalho de 3D consciencioso, porque vimos a forma como pode melhorar a boxoffice internacional", defendeu um executivo do estúdio. Bom, pelo menos não querem enganar ninguém. É que ainda por cima "Jim Cameron fez todo o Titanic 3D em pós produção - e vejam o resultado!". Hmm... pois, não é bem a mesma coisa, amigo... mas tudo certo.

 

Enfim... são decisões como esta que me fazem temer um bocadinho o futuro do cinema de Hollywood...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Snorricam - Kit festivais

por Catarina d´Oliveira, em 24.05.12

Eu sei que Cannes já está mais para lá do que para cá... mas ainda chega a tempo, e não vos quero deixar desamparados. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Snorricam - Silhouettes from Popular Culture

por Catarina d´Oliveira, em 23.05.12

Há cerca de um ano a arte relacionada com a cultura pop ganhou um novo titã sobre a forma de Olly Moss, um artista inglês que inaugurou a sua exposição Paper Cuts numa galeria em Los Angeles. O sucesso foi avassalador, e de um tipo mais ou menos conhecido que fazia coisas engraçadas, passámos a ter um artista altamente reconhecido, que hoje vende peças de preços que certamente nos farão corar.

 

 

O seu trabalho será agora compilado num livro muito especial, cujo press release oficial vai mais ou menos assim...

 

Born in the UK in 1987, Olly Moss has quickly become “one of the most in demand and influential pop culture artists in the world today” (Slashfilm). Titan Books are delighted to announce the acquisition of worldwide rights to publish a lavish hardback collection of Moss’s sought-after series depicting popular characters from films, television and video games in beautifully crafted Victorian-style silhouette portraits.


Olly Moss’s clients have included Nike, Apple, Lucasfilm, Sony Entertainment, Paramount, The New York Times and Time Magazine. His projects vary from posters for classic and contemporary films (including Star Wars and, most recently, The Avengers), to art for bestselling games such as Resistance 3, and designs for Levi’s and Urban Outfitters.


Silhouettes From Popular Culture collects Moss’s acclaimed ‘Paper Cuts’ series exhibited at the sold-out solo show at LA’s famous pop-culture Gallery 1988. The book will have a foreword written by Duncan Jones (director of Source Code and Moon) and will be published in a gorgeous gift volume in October.

 

 

Silhouettes From Popular Culture será lançado em Outubro pela Titan Books e quem quiser oferecer-me um exemplar está totalmente à vontade.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

CCOP - uma apresentação tardia

por Catarina d´Oliveira, em 23.05.12

Por falha minha e apenas minha ainda não vos apresentei o CCOP, organismo que tanto orgulho me dá pertencer.

 

Ora o Círculo de Críticos Online Portugueses (CCOP) surgiu de uma ideia de adaptação da Liga de Blogues Cinematográficos por parte do Tiago Ramos do Splitscreen.

CCOP é um grupo seleccionado e ainda reduzido de críticos online de cinema portugueses, cuja acção se centra na classificação de filmes estreados mensalmente nas salas de cinema portuguesas e na posterior elaboração de tops temáticos de periodicidade mensal. A sua intenção é interessante apenas do ponto de vista estatístico sem ambições superiores e sem qualquer pretensiosismo. No final do ano haverá lugar ainda para a atribuição dos seus prémios cinematográficos anuais.
Em data ainda indefinida, pelo grupo, haverá a oportunidade de integração de novos membros. Mais informações sobre o projecto podem ser lidas no blogue oficial do CCOP.
Se querem perceber rapidamente e um bocadinho melhor o que fazemos, aproveito a ocasião para partilhar convosco o último top temático realizado e dedicado à filmografia de Woody Allen (é só clicar na imagem para aceder).


Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Mise en Scène - The Great Gatsby

por Catarina d´Oliveira, em 23.05.12

Nick Carraway é um escritor novato que se muda para Nova Iorque na Primavera de 1922, um ano que ficará marcado pela crescente flacidez da moralidade e pelos incríveis impérios financeiros criados pelo jazz e pelas bebidas ilegais. Nick acaba por se tornar vizinho de um misterioso milionário festivo, Jay Gatsby, quando vai viver com a sua prima, Daisy, e com o marido dela, um filantropo de sangue-azul chamado Tom Buchanan. É neste ambiente de luxúria e ostentação que Nick é atraído pelo cativante mundo dos super-ricos e pelas suas ilusões, amores e traições. Nick usa então essa experiência para escrever um conto de amores impossíveis, sonhos incorruptíveis e tragédias que espelha os nossos próprios tempos e conflitos.

 

 

 

 

Isto já estávamos fartinhos de saber... a novidade é que The Great Gasby de Baz Luhrmann tem agora... um trailer todo catita a acompanhar. Só não sei bem se as escolhas musicais me devem ou não preocupar... mas tudo o resto tem um aspeto de se ficar autenticamente a babar.

 

As adaptações do suprassumo das obras de F. Scott Fitzgerald não têm tido grande sucesso... Será desta que temos filme com "F" crescido? 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Snorricam - When they were younger...

por Catarina d´Oliveira, em 22.05.12

"Infancy is what is eternal, and the rest, all the rest, is brevity, extreme brevity"

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
E para terminar em beleza...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um desabafo - Sobre o país de Canijo...

por Catarina d´Oliveira, em 21.05.12

Apesar de me esforçar por gostar da sua intenção, os Globos de Ouro portugueses não são uma cerimónia sólida. Entre uma apresentação fraca (a roçar o risível) e um ritmo inconstante, os bons momentos da noite são esporádicos e raros.

 

O momento que, para mim, marcou a noite de ontem (e sim, vamos ignorar a tosga do Jorge Palma, porque já é costumeiro) foi o discurso tripartido que adveio da vitória de Sangue do Meu Sangue como o Melhor Filme da cerimónia.

 

De semblante solene e pesado, Anabela Morais, Rafael Morais e Nuno Lopes subiram ao palco para aceitar o prémio em nome de João Canijo, que não esteve presente, e nem os aplausos constantes conseguiram cortar a acidez das palavras escritas naqueles três pedaços de papel.

 

 

Com a entrada no novo milénio, Portugal parece ter voltado a produzir filmes de excelência, e até o público tem, à sua maneira, reconhecido isso mesmo. Mas de alguma forma, parece que existe alguém que está incrivelmente zangado com os nossos filmes, os nossos cineastas, os nossos atores, os nossos técnicos.

 

Alguém que parece ser uma força maior que arrasta por terra os Homens que orgulhosamente carregam o nosso estandarte pelo mundo fora. Alguém que parece não compreender que o entretenimento, ou pelo menos algumas das suas manifestações, são cada vez mais uma necessidade - porque eu acredito que é, ainda que muita gente não o veja dessa forma - e não apenas isso. Alguém que não parece entender que o nosso Cinema somos Nós.

 

 

E apesar de acreditar, talvez inocentemente, num futuro melhor e num país que não só aceite mas apoie devidamente os seus artistas, creio que, às vezes, são estas palavras ácidas que nos faltam para nos darmos realmente conta da queda que demos, e juntarmos forças para nos reerguermos de novo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mise en Scène - Rato está de volta, em Balas e Bolinhos 3!

por Catarina d´Oliveira, em 21.05.12

O humor da troupe de Balas e Bolinhos pode não ser para toda a gente (fiquei fã acérrima do 2º episódio)... mas do que não os podemos acusar é de não serem corajosos e de não terem tentado... trêz vezes!

 

O último episódio da saga de Rato, Tone e Cia - Balas e Bolinhos - O Último Capítulo - marca o regresso muito aguardado de um autêntico fenómeno de culto, algo que, devemos acrescentar, é muito raro no Cinema Português.

 

Balas e Bolinhos - O Último Capítulo tem estreia nacional agendada para 6 de Setembro de 2012, e hoje ganhou um novíssimo trailer.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Snorricam - Comfort limpa como ninguém

por Catarina d´Oliveira, em 21.05.12

É só ligar a máquina no programa 3. 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mise en Scène - Skyfall

por Catarina d´Oliveira, em 21.05.12

James Bond.

 

Talvez já tenham adivinhado... not my cup of tea. Nunca foi, nem quando vivido por Connery, Moore, Brosnan ou qualquer outro (apesar de Goldfinger quase me ter comprado, devo admitir). Talvez muito menos, pensaria eu, por Daniel Craig, um indivíduo com o qual não simpatizo muito como ator. Mas como tantas vezes acontece - e ainda bem-, alguém chegou e mudou a minha opinião. 

 

Esse alguém foi Martin Campbell, cujo Bond de Daniel Craig se revelou contra as minhas expectativas, um simpático sucesso. Lembro-me perfeitamente de ver Casino Royale no cinema e pensar "bolas... acho que agora percebo um bocadinho a mística disto", e desde aí, James Bond, quer tenha sido vivido por Connery, Moore, Brosnan ou qualquer outro passou a ocupar um lugar seu na minha memória cinematográfica.

 

 

Quantum of Solace veio-me pisar os calos, mas quero crer que Skyfall, o próximo capítulo da saga, venha repor a integridade dessa mística que só em 2006 numa sala do Almada Fórum chegou finalmente até mim, sobretudo porque, desta vez, quem surge no leme é Sam Mendes.

 

Em Skyfall, a lealdade de Bond a M é testada quando o passado dela volta a assombrá-la. Com o MI6 sob ataque, 007 deve rastrear e destruir a ameaça, mesmo que isso tenha um custo pessoal.

 

O mais recente capítulo da saga James Bond tem estreia agendada em Portugal para 25 de Outubro de 2012.

 

Sob alçada da cartada do "episódio mais caro de sempre", Skyfall chega a nós com o primeiro teaser trailer, que é capaz de fazer crescer água na boca a um morto. E apesar da "promessa" de Mendes ser alguém capaz de trazer um Bond mais cerebral (fingers crossed), fica a prova de que, pelo menos, ninguém se conteve na ação e tensão.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2012

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D