Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Bom, isto já não é propriamente uma novidade, mas achei, ainda assim, interessante partilhar este achado convosco, caros amigos.
 
É certo e sabido que fórmulas de sucesso são repetidas. Este princípio é levado de forma especialmente séria em Hollywood, onde já nos habituamos a ver cópias de cópias de cópias que ainda podem ser inspiradas noutras coisas que já foram copiadas. Enfim, é uma confusão.
 
Mas voltando à premissa inicial, as fórmulas de sucesso são repetidas. Acham que um dos maiores criadores de magia de todos os tempos... não se inspirava em si próprio? Pois é... A Walt Disney tem a particularidade de visitar alguns lugares comuns nos seus filmes, e o vídeo que partilho convosco abaixo é apenas uma amostra disso mesmo.
 
 
 
Neste espaço queria ainda partilhar outro vídeo que encontrei agora mesmo e que nos relembra que o cinema contemporâneo também pode ser épico à sua maneira. Ao som de "Time" de Hans Zimmer (banda sonora de Inception), navegamos por duas décadas de cinema que por vezes, por esquisitices e snobices, é incrivelmente subvalorizado.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Deep Focus - Código de Conduta no Cinema II

por Catarina d´Oliveira, em 25.07.11

 

CRIANÇAS
Regra de ouro: Se o filme não tem desenhos animados, animais que falam ou a Hannah Montana, provavelmente não é apropriado para se levar miúdos pequenos.
- A partir da sessão das 21, não é boa ideia levar crianças, muito menos às sessões das 11/meia noite.
- Levar crianças a filmes “maiores de 16” ou “maiores de 18” só para as calar tem tanto de irresponsável como de errado. Os ratings existem por alguma razão, e estes filmes podem não só ter conteúdos que os podem impressionar e prejudicar psicologicamente, como muitos temas que elas simplesmente não entendem.

 

 

PROBLEMAS VÁRIOS
Regra de Ouro
-  Se conhecem uma música que toca num filme, por favor não a cantem. 
-  Não sou contra o modo vibratório, porque acho que, por alguma razão importante, podemos necessitar de estar contactáveis. Mas tirem o som do telemóvel, sempre. É chato quando toca, e por vezes arranca-nos completamente do mood.
- No cinema não se aplaude. O objectivo de um aplauso é mostrar o agrado do público aos intervenientes… e não está lá nenhum deles para ouvir. E é simplesmente parvo.
- Se tiverem vontade de ir à casa-de-banho, seja para o que for, não façam disso um festival. Acreditem que é do tipo de coisas que as outras pessoas não precisam (nem querem) saber. Sentem-se, novamente, sem festivais. Só quando se larga as fraldas é que leva palmadinhas nas costas por não fazer xixi nas calças.
- Não atirem coisas… Têm quê? Cinco anos?
- Vão para a sala pelo menos 5 minutos antes de o filme começar. Assim têm luz para ver os vossos lugares e não pisam nem ficam à frente de ninguém.

 

 

De qualquer forma, existem maneiras de aproveitar bem os filmes sem termos de arrancar cabelos a ninguém (a nós próprios ou a outros…). Ficam alguns conselhos:


Se não têm crianças e não têm cabeça para as ouvir vibrar durante os filmes animados, vão vê-los quando elas estão a dormir. Os miúdos não se conseguem concentrar ou estar calados por mais de dois minutos, é quase uma questão genética. Por isso se podem irritar-se com eles, escolham antes uma sessão nocturna do filme que pretendem ver. Há menos probabilidades de os encontrarem aí.
Procurem cinemas mais pequenos. Os multiplexes não só são os locais onde rebentam as maiores bombas de bilheteira, mas também aqueles que têm maior afluência de audiência por serem maiores e mais acessíveis.
- Normalmente os cinemas estão divididos em duas metades: a de cima, e a de baixo. Se querem estar mais sossegados, sentem-se na metade de baixo. Não é científico, mas normalmente o pessoal barulhento fica nos lugares mais atrás.
- Tentem assistir às antestreias, que normalmente têm gente mais calma, atenta e culta cinematograficamente (mais habituada a cinema e a ver filmes). Há vários sites que lançam semanalmente passatempos para ganhar bilhetes para antestreias. E não pensem “oh, nem vale a pena tentar, eu nunca ganho nada”. Eu já ganhei, e não foram poucas as vezes.

 


Mas a regra mais importante de todas, vem no final: não sejam implicantes.

Quer queiramos, quer não, ir ao cinema faz parte de uma experiência em GRUPO. Podemos entrar na sala sozinhos, mas sentimos todas as emoções como grupo – rimos, choramos, assustamo-nos enquanto AUDIÊNCIA. Uma comédia parva vai ter sempre gente a rir alto, e um filme de terror vai ter sempre gente com medo e a gemer ou a rir nervosamente. Tentem aceitar isso.


Não há nada como partilhar com outros as mesmas emoções que sentimos, seja numa comédia, num drama ou num filme de terror. Essa é uma das principais características que, desde que se respeite os limites do aceitável,  torna uma simples ida ao cinema em algo incrivelmente especial.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D