Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Mise en Scène - Terminator Salvation

por Catarina d´Oliveira, em 10.12.08

Depois de uma versão "ranhosa" japonesa que saiu ontem...aí está o trailer novinho em folha de Terminator Salvation, com Christian Bale a dar baile a muitos robôs!O trailer foi lançado na estreia de The Earth Stood Still, juntamente com o trailer de X-Men Origins: Wolverine, que, provavelmente, irá estoirar aí pela web a qualquer momento.

Terminator Salvation chega aos cinemas lá por Maio/Junho do próximo ano...

 

Enquanto não chega... enjoy!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Snorricam - A T-Shirt mais Cool de todos os tempos!

por Catarina d´Oliveira, em 09.12.08

Esta estampa é simplesmente... genial! E ia por muita gente chateada xD Felizmente eu já sabia quase tudo... ehe! O slashfilm.com já tinha posto esta relíquia à venda mas, adivinhem...esgotou logo! Então decidiram por novamente...mas não me parece que vá durar muito tempo...

 

É uma t-shirt brutal ou quê??

 

 

A ver se mando estampar uma para mim assim ! Estou maravilhada...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Óscares 2009 - "For your Consideration..."

por Catarina d´Oliveira, em 09.12.08

Academia reverte decisão

 

Grandes notícias para The Dark Knight e a sua grande banda sonora!

Se bem se lembram, há coisa de um mês, a Academia emitiu um comunicado a confirmar a desqualificação da banda sonora de The Dark Knight da categoria de Banda Sonora Original pois tinha tido gente demais (5) a compor.

 

Mesmo tendo 3 deles afirmado que a maior parte da música havia sido criada pelos outros 2 (Zimmer e Howard), parecia não haver volta a dar e a Academia estava impassível.

 

Todavia, e para felicidade de muitos, o Music Branch Executive Committee da Academia repensou a decisão e resolveu dar os créditos de produção a Hans Zimmer e James Howard, ficando assim estes mais uma vez na corrida à nomeação, que me parece certa, e possivelmente, mesmo à estatueta dourada!

 

***    ***    ***

Melhor Actor Secundário...Kirk Lazarus!

 

Já desde muito antes da sua estreia, Tropic Thunder fazia adivinhar uma grande performance do sempre peculiar e carismático Robert Downey Jr, que fazia papel do "gajo que fazia de outro gajo disfarçado de outro gajo". Até de nomeação ao Óscar se tem falado...

Foi nesse sentido que a Dreamworks lançou uma divertida porém eficiente campanha: a de incentivar a nomeação de Kirk Lazarus (o próprio personagem do filme), e não, directamente, de Downey Jr.

 

No entanto, a estratégia parece-me inteligentíssima e original de facto. Irá a Academia apaixonar-se por Lazarus? Ou Downey Jr...? Ou ficarão confusos?

De qualquer maneira...que foi um papelão à maneira, disso ninguém tem dúvidas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Media Shots - Revista Red Carpet, Dezembro 2008

por Catarina d´Oliveira, em 08.12.08

Um especial sobre Australia, outro sobre Vampiros, um top de Filmes de Natal, críticas... estas são apenas algumas das delícias da grandiosa nova edição da revista de cinema online RedCarpet! [Acreditem não se fica por aqui, eu é que não vos quero estragar o total prazer da descoberta ehe!]

 

Eu já tenho a minha, à qual, se não se importam, vou regressar já já.

 

P.S. Ah vá lá...vocês também merecem! Aqui está ela para download. Bom proveito e bom feriado!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mise en Scène - Harry Potter and the Half Blood Prince

por Catarina d´Oliveira, em 08.12.08

Todos os anos, todos os filmes Harry Potter, a ABC tem honras especiais "on set" e brinda-nos com vários especiais sobre a saga do feiticeiro pela altura do Natal (apesar de, neste caso, o filme nem estrear no Natal...mas adiante!).

 

Assim sendo, neste fim de semana a ABC pôs no ar cinco sneak peeks que decerto farão as delícias dos fãs mais apaixonados!

Além de novas imagens do filme, podemos ver ainda vários comentários do realizador, produtores e actores. Um miminho a desculpar o atraso do filme vá... Divirtam-se!

 

A História


O Amor está no Ar


Apresentação do Professor Slughorn


A  História de Tom Riddle


Comédia

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Awards Season - NBR e Washington DC Film Critics

por Catarina d´Oliveira, em 08.12.08

Slumdog Millionaire continua a arrasar a concorrência nas entregas de prémios de cinema!

 

Desta feita, as "vítimas" foram os prémios National Board Review e os Washington DC Area Film Critic, onde ganhou na categoria de Melhor Filme (nos DC ainda levou para casa os prémios de Melhores Realizador, Argumento Adaptado e Actor Revelação).

 

Teremos revolução nos Óscares? Até agora, tudo indica que sim!

Para ser honesta nunca tive especial vontade de ver este Slumdog... o material promocional nunca me atraíu o suficiente, parecia-me "mais um", e nunca sequer sonhei que pudesse subir ao patamar em que hoje se encontra. Às vezes enganamo-nos redondamente, e é isso que estou a ver agora...

 

Continuo sem compreender completamente o encanto de Slumdog Millionaire, porque obviamente ainda não o vi, mas a verdade é que a vontade de o ver já está cá. E não é pequena!

 

Segue, à frente, a lista dos vencedores dos prémios National Board Review e Washington DC Area Film Critics.

 

Washington D.C. Area Film Critics

Best Film: Slumdog Millionaire (Fox Searchlight)

Best Director: Danny Boyle (Slumdog Millionaire)

Best Actor: Mickey Rourke (The Wrestler)

Best Actress: Meryl Streep (Doubt)

Best Supporting Actor: Heath Ledger (The Dark Knight)

Best Supporting Actress: Rosemarie DeWitt (Rachel Getting Married)

Best Original Screenplay: Jenny Lumet (Rachel Getting Married)

Best Adapted Screenplay: Simon Beaufoy (Slumdog Millionaire)

Best Animated: WALL•E (Disney/Pixar)

Best Documentary: Man on Wire (Magnolia Pictures)

Best Foreign Film: Let the Right One In (Magnolia Pictures and Magnet Releasing)

Best Ensemble: Doubt (Miramax)

Best Breakthrough: Dev Patel (Slumdog Millionaire)

Best Art Direction: The Curious Case of Benjamin Button (Paramount Pictures)

 

***    ***    ***

National Board of Review

Best Film: Slumdog Millionaire

Best Director: DAVID FINCHER, The Curious Case of Benjamin Button

Best Actor: CLINT EASTWOOD, Gran Torino

Best Actress: ANNE HATHAWAY, Rachel Getting Married

Best Supporting Actor: JOSH BROLIN, Milk

Best Supporting Actress: PENELOPE CRUZ, Vicky Cristina Barcelona

Best Foreign Language Film: Mongol

Best Documentary: Man on Wire

Best Animated Feature: WALL•E

Autoria e outros dados (tags, etc)

New Shots - 8 a 14 de Dezembro

por Catarina d´Oliveira, em 07.12.08

 

Esta semana nos cinemas:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Master Shot - Do Avesso...

por Catarina d´Oliveira, em 06.12.08

Com a estreia de The Curious Case of Benjamin Button quase aí à porta...pus-me a pensar... "Então e se se virassem do avesso outros filmes que já existem? Havia de ser engraçado..."

 

E foi realmente! Numa viagem por vários sites e pela minha própria imaginação, desencantei 15 "novos velhos filmes", que de uma boa história passaram a ser...bem algo... diferente!

 

***

 

A história de um tubarão gigante que vomita tantos monelhos de pessoas que têm de abrir uma nova praia.

 

Um navio enorme emerge das profundezas do oceano para salvar um grande número de pessoas que estão inexplicavelmente (e estupidamente?) a afogar-se ao pé de um iceberg. Depois, leva-os gentilmente para Southampton.

 

 

A história de um hobbit que ultrapassa a sua deficiência ao recuperar um dedo – e um anel – das lavas escaldantes de um vulcão gigante e sinistro. Num acto de gratidão, ele viaja pelas terras conhecidas salvando pessoas arrancando-lhes espadas do corpo. O Hobbit passa depois o resto dos seus dias na sua pacífica e verdinha terrinha.

 

 

Um homem que volta a ter fé na Humanidade ao administrar um antídoto aos seus amigos e familiares envenenados, saltando depois para fora de uma cova, curando a sua amada de uma grave doença mental e aumentando o seu alcance em sanidade, mesmo a tempo de o seu há muito partido pai regressar triunfalmente como Rei.

 

 
Uma carrada de cães selvagens invade a cozinha de uma família e, por regurgitação, produz o maior e mais delicioso perú jamais visto!

 

Um princípe traz a noiva do seu castelo para o meio do mato onde a mata com um beijo. Ela é ressuscitada por uma maçã de uma velhota e é levada por sete anões simpáticos que vão tendo cada vez mais medo dela até que um lenhador a leva em nome da Rainha (que se vem a saber ser a mesma velhota da maçã). A rapariga volta a encontrar o Princípe uma vez mais e manda-o embora, indo viver com a Rainha para sempre.

 

 

 

O líder da Índia volta à vida e a Índia é conquistada pelos Britânicos.

 

 

Um matemático brilhante é levado a abandonar a mulher e tornar-se contino numa Universidade depois de ter sessões de terapia.

 

Quatro reis e rainhas de Narnia perdem-se e vêem-se num armário numa casa de campo, indo depois ter a uma cidade de Londres em tempo de Guerra.

 


Os Alemães perseguem milhares e milhares de zombies pela França obrigando-os a seguir pelo canal Inglês até Plymouth (Inglaterra).

 

 

Uma velhota sai do hospital psiquiátrico e começa a perder interesse num concurso televisivo. Enquanto isto, os hábitos toxicodependentes de três jovens começam a tornar-se cada vez mais realistas.

 


O Diabo possui uma rapariga. Mal consegue que o padre a deixe sossegada, fica boa! O padre, sem graça, parte para o deserto.

 

 

A história de um homem que, depois de um longo dia a espancar muita gente em jogos de video, toma um soporífero dado por um homem de óculos escuros para que possa acordar no dia seguinte a horas para o emprego entediante no escritório.

 

 

Um monte de bêbados com mau aspecto arrastam-se por uma casa velha no campo. Conforme se aproxima o amanhecer, vão ficando sóbrios e, gentilmente, reconstroem as entranhas de pessoas todas esmifradas e esburacadas, e cuidadosamente, tratam das feridas com as próprias bocas.

 


Um alien benevolente ressuscita a tripulação emocionalmente instável de uma nave espacial, que depois de voltar à vida começa a correr de um lado para o outro aos gritos como se não houvesse amanhã. Apesar da ingratidão aparente, o alien sacrifica-se nobremente para ressuscitar o último membro da tripulação.
Depois, as pessoas olham para uns ovos e adormecem.

 

***

 

 

Conseguem imaginar mais algum bom "novo velho filme"?

Estariam dispostos a ver algumas destas relíquias nas nossas salas?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Snorricam - Os 20+1+5 de Roger Ebert

por Catarina d´Oliveira, em 06.12.08

Todos os anos por esta altura somos inundados pelas listas. Listas de compras, listas de Natal...mas essas não interessam para o caso. Somos também invadidos pelas listas dos grandes críticos de cinema que, normalmente, discriminam os 10 melhores filmes do ano.


Roger Ebert deverá ser um nome familiar a todos; um dos maiores e mais célebres críticos de todos os tempos. Aquele que foi o primeiro crítico de cinema a receber uma estrela no passeio da fama de Hollywood! O senhor é grande.


Pois é...hoje Ebert resolveu quebrar as regras! Num bom sentido! Este ano a lista será de 20 filmes ( + 6) em vez de apenas 10.

 

Esta "revolta" tem uma razão muito simples e a meu ver mais que correcta: estas "listas" devem ser uma celebração, um reconhecimento do que se faz actualmente no cinema; nunca deverão transformar-se num processo rígido e automático que, muitas vezes, por pormenores de escassa importância ignoram ou discriminam negativamente bons filmes. Da minha parte, um entusiástico "fixe" com as duas mãos! Isto sim é louvar o cinema.

 


A lista segue a seguir, sem ordem hierárquica mas sim alfabética, e com alguns comentários do próprio Ebert.

 

Os 20 Grandes Filmes de 2008

 

Ballast

“The debut cast is deeply convincing, and writer-director Lance Hammer observes them with intense empathy. At the end, we think, yes, that is what would happen, and it would happen exactly like that.”

The Band's Visit

“A long night's journey marked with comedy, human nature, and bittersweet reality. Richly entertaining, with sympathetic performances by Sasson Gabai as the bandleader and Ronit Elkabetz as the owner of a local cafe.”


Che

“Benicio del Toro is persuasive as the fiercely ethical firebrand, in a film that includes unusual and unfamiliar chapters in Che's life. Steven Soderbergh's film is 257 minutes long, but far from boring.”

 

Chop Shop

“The great emerging American director Ramin Bahrani finds a story worthy of "City of God" in a no-man's land (…) Alejandro Polanco and Isamar Gonzales seem to live their roles, in a masterpiece that intimately knows its world, its people and their survival tactics.“

The Dark Knight

“The best of all the Batmans, Christopher Nolan's haunted film leaps beyond its origins and becomes an engrossing tragedy (...) With a performance by Heath Ledger as the Joker that will surely win an Oscar

 

Doubt

Viola Davis, as the mother of the school's only black student, has one significant scene, but it is long, crucial and heartbreaking. Davis goes face to face with Streep with astonishing conviction and creates reasons for doubt that may be more important than deciding the truth.”

The Fall

Tarsem's film is a mad folly, an extravagant visual orgy, a free fall from reality into uncharted realms.”

Frost/Nixon

Ron Howard directs mercilessly”

 
Frozen River

Melissa Leo should be nominated for her performance. A spellbinding thriller, yes, but even more a portrait of economic struggle in desperate times.”

Happy-Go-Lucky

“Here's another nominee for best actress -- Sally Hawkins. Mike Leigh's uncanny ability to find drama in ordinary lives is used with genius. Not a feel-good movie. Not at all. But strangely inspiring.”

Iron Man

“Like "Spider-Man 2" and "The Dark Knight," another leap forward for the superhero movie. Robert Downey Jr. and director Jon Favreau reinvent Tony Stark.”

 
Milk

Sean Penn, one of our greatest actors, locks up an Oscar nomination with his performance as Harvey Milk.  One of the year's most moving films.”

Rachel Getting Married

“After seeing this film, people told me, "I wanted to attend that wedding" or "I wish I'd been there." It's that involving. His camera (Jonathan Demme) is so observant, we feel like a guest really does feel.”

The Reader

“The film addresses the moral confusion felt in those who came after the Holocaust but whose lives were painfully twisted by it.”

 

Revolutionary Road

Kate Winslet and Leonardo DiCaprio, in two of the best performances of the year.  Sam Mendes reads minds when words aren't enough, and has every detail right.”

Shotgun Stories

“You'll have to search for it, but worth it. It avoids the obvious and shows a deep understanding of the lives and minds of ordinary young people in a skirmish of the class war. The dialogue rings true, the camera is deeply observant.”

Slumdog Millionaire

“A film that finds exuberance despite the tragedy it also gives full weight to. The locations breathe with authenticity.”

Synecdoche, New York

“The year's most endlessly debated film. Much controversy about the identities and even genders of some of the characters, in a film that should never be seen unless you've already seen it at least once.”

W.

“To general surprise, Oliver Stone's biography of George W. Bush is empathetic and understanding. Josh Brolin gives a nuanced portrayal that seems based on the known facts, showing the president as subservient to Vice President Cheney and haunted by old demons.”

 

WALL-E

“The best science-fiction movie in years was an animated family film. Hugely entertaining, wonderfully well drawn, and, if you think about it, merciless in its critique of a global consumer culture that obsesses on intake and disregards the consequences of output.”

* * *
Menção Especial


My Winnipeg

“Oddly enough, when it's over, you have a deeper and, in a crazy way, more "real" portrait of Winnipeg than a conventional doc might have provided--and certainly a far more entertaining one.”

 

* * *

 

5 Documentários igualmente na 1ª posição

Encounters at the End of the World

“In a spellbinding film, Herzog finds a great deal of humor, astonishing underwater creatures, permanent occupants such as seals and penguins and the possibility of a bleak global future.”

I.O.U.S.A.

“A film to make sense of the current economic crisis. Not a partisan film. Experts of all political persuasions look at our bookkeeping and agree it is insane.”

Man on Wire

“On Aug. 7, 1974, a Frenchman named Philippe Petit, having smuggled two tons of equipment to the top of the towers of the World Trade Center, strung a wire between them, and walked back and forth eight times. The doc combines period footage and re-created scenes to explain how he did it, and mystically, why. We know he made it, so how does this film generate such suspense?”

Standard Operating Procedure

Errol Morris' scrutiny reveals what was really happening, and why, and how the photographs do not always show what they seem to.”


Trouble the Water

“A few days before Hurricane Katrina hit New Orleans, a young couple from the Ninth Ward bought a camcorder. As the rains began to fall, they began to film, even while trapped by rising waters inside their attic. Their astonishing footage, unlike any other, is incorporated by Carl Deal and Tia Lessin into a documentary.”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Point-Of-View Shot - The Duchess (2008)

por Catarina d´Oliveira, em 04.12.08

 

"Lady Spencer: All of London is talking...

Georgina, The Duchess of Devonshire: Oh...let them talk!"

 

Entre muitas outras, existem três coisas que venero em cinema: filmes ingleses, filmes sobre mulheres fortes e filmes históricos. É então tão somente natural que um filme que junte estes três elementos faça imediatamente disparar os alarmes nas minhas anteninhas cinematográficas.
 
As origens e as árvores genealógicas sempre foram algo de crucial importância na cultura inglesa. Não é por isso de estranhar o burburinho sempre que se menciona a “escandalosa” vida de Georgiana Spencer, já que Diana de Gales é sua descendente, sendo, em alguns pontos, a versão moderna da mesma história. Só talvez menos interessante e mais sensível por ainda ser relativamente recente. Assim sendo, The Duchess é um belo retrato histórico do final do séc. XVIII que se centra na vida de Georgiana Cavendish, Duquesa de Devonshire.
 
Com o nome feito pelos seus bafejantes carisma e beleza, Georgina teve alguns problemas devido às suas atracções pela extravagância, jogo e amor. Numa época em que era obrigatório casar com um bom partido, Georgiana teve a “sorte” de atrair o interesse desinteressado do Duque de Devonshire que desespera pelo nascimento de um filho varão. Num casamento marcado por constantes traições e insultos do marido, Georgiana acaba por se tornar uma socialite poderosa, um ícone da moda, uma mãe devota e uma activa operadora política feminista e adorada pelo povo.
 
 
Mas a vida perfeita aos olhos das gentes esconde uma desesperada busca por amores impossíveis: por um lado, o apaixonado romance com Earl Grey - futuro Primeiro Ministro. Por outro, o inesperado e vicioso triângulo amoroso inescapável com o seu marido e a sua nova melhor amiga, Lady Bess Foster.

 

The Duchess não é uma daquelas histórias de amor ao estilo de Jane Austen; é antes um retrato violento e realista de um sistema rígido e preconceituoso (especialmente em relação às mulheres), onde cada peão se move usando todas as possíveis, aceitáveis ou inaceitáveis, armas.
 
Todo o elenco está em perfeita sintonia, mas os dois protagonistas são soberbos. Fiennes, numa devastadora performance ao seu mais alto nível, faz o mais difícil: descobre cada detalhe, cada vértice que nos faz compreender o que move realmente o Duque de Devonshire nas suas acções mais ou menos humanas, sem nunca o representar como um puro vilão sem escrúpulos. Um deleite.
 
E depois há Keira Knightley, que se em Atonement partilhava os louros com James McAvoy (e até com a pequena Saoirse Ronan), pode reclamar The Duchess como quase absolutamente seu. Há um qualquer fogo-fátuo inextinguível em si que espalha graça e desgraça por Georgiana, revivendo-a como a escandalosa porém heróica mulher que foi.
 
 
Incomodar-me-á realmente se The Duchess for deixado de fora dos Óscares. Admito a dificuldade das categorias principais, como Melhor Filme, pela competição cerrada que se adivinha este ano. No entanto, se ainda há discernimento e justiça, terá pelo menos algumas distinções técnicas, como Guarda-Roupa, Música ou Direcção Artística que são manejadas com absoluta mestria. Não acredito muito numa nomeação para Maquilhagem já que me pareceu ter sido dada muito pouca importância ao fenómeno de envelhecimento de Georgina, por exemplo. E apesar de também se esperar uma “sangrenta” luta entre grandes senhoras na categoria de Melhor Actriz, Keira Knightley merecia pelo menos o seu lugar estrelado entre as cinco.
 
No entanto, a verdade é que a Georgina que vemos no ecrã não é necessariamente aquela que viveu realmente um dia neste mundo. Essa verdadeira Georgina era sim inteligente e amada, mas também alguém com demarcadas falhas; alguém que tinha sérios problemas com o jogo e a bebida e que acabou por morrer afundada em dividas. Falhas estas que só muito superficialmente foram abordadas, tornando uma personagem potencialmente brilhante em "apenas" interessante.
 
The Duchess é assim um filme bom, interessante. Mas é, acima de tudo, um desperdício. Um filme onde aqueles que o dirigiram, ao contrário da protagonista, tiveram medo de arriscar. Um filme que, a terem realmente querido, teria sido memorável em vez de bom.
 
8/10

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2008

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D