Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2008

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Mise en Scène - Gran Torino, 007 e W.

por Catarina d´Oliveira, em 25.10.08

Como seria de esperar, isto ao fim-de-semana é mais parado que quieto e as novidades nunca são assim muitas... no entanto, aqui o Close-Up não se deixa deitar por terra!

 

Hoje brindo-vos com o primeiro trailer de Gran Torino realizado e protagonizado por Clint Eastwood. O homem não pára! Lembro que ainda agora lançou nos cinemas um novo filme Changeling!

 

Walt Kowalski é um veterano um tanto ou quanto racista da Guerra da Coreia. A grande luz da sua vida...é o seu carro: um irrepreensivelmente limpo e intocado Gran Torino de 72. Quando o seu jovem vizinho lhe tenta roubar a relíquia é que o caldo está entornado!Para ajudar à festa, o míudo é asiático...

 

 

De resto, trago-vos apenas mais uns posters, mas nada de grandes novidades bombásticas..

 

Temos dois interessantes posters "anjo/diabo" de W. que, depois de ver o filme, se compreende adequarem-se na perfeição! E ainda três posters de personagens de James Bond que está quase quase a estrear pelas nossas salas...também aqui nada de especial mas já que os encontrei, resolvi postar!

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Point-Of-View Shot - W. (2008)

por Catarina d´Oliveira, em 24.10.08

 

"They misunderestimated me."

 

George W. Bush pode já ser considerado um dos mais famosos presidentes americanos da história. E ao contrário do que muitas vezes acontece, nesta frase, "famosos" não rima com popular ou adorado. Se virmos bem, em 8 anos, Bush aviou-se com 2 guerras (já para não falar nos estragos profundos que causou na economia, sistemas de segurança e outros).  De facto, a presidência de Bush é uma forte candidata ao glorioso título de "A Pior de Sempre" da história do país. Ora aí está uma indicação digna de atenção por parte de Hollywood. E Hollywood atendeu o pedido.

 

W. é tão somente a história/crónica da vida do célebre George W. Bush, desde os seus tempos rebeldes da adolescência regada pelo álcool e festas loucas, até à chegada à imponente Casa Branca.

 

Desde o anúncio da produção do filme que se tem especulado não tanto acerca do seu conteúdo, mas sim acerca da forma como esse conteúdo foi abordado e reproduzido. Isto porque além de Bush ser Bush, o realizador do filme é o cerebralmente frenético e controverso, Oliver Stone.

 

Stone já não é novato nestas andanças de filmes sobre presidentes. Este é já o 3º! E, diferentemente da violência dialética,  ferocidade e denúncia directa de JFK (1991) ou Nixon (1995), somos surpreendidos por um W.  que acaba por ser um retrato muito mais comedido e simpático do que seria espectável. Uma surpresa autêntica vindo de alguém como Stone (bom, verdade se diga, o próprio sempre admitiu que o filme não era uma comédia, ou uma sátira violenta, mas sim o retrato do homem que, afinal, não conhecemos assim tão bem!).

 

Quanto ao elenco, há vitórias e derrotas como em qualquer campo de batalha.

Nos destaques positivos, Josh Brolin é, genericamente, muito interessante e competente no seu Bush e todos os maneirismos, tiques e gaffes, havendo já quem o aponte como sério candidato à "oscar race", algo sobre o qual perfiro ainda não me pronunciar (ainda falta estrear muita coisa boa!). De resto, temos um Dick Cheney (Richard Dreyfuss) assustadoramente real, e uns distintos pai Bush (James Cromwell) e Karl Rove (Toby Jones).

Os outros pareceram-me um pouco mecânicos com algumas excepções pontuais.

Apesar de ser um filme absolutamente visível e por vezes divertido, W. não consegue definir-se claramente. Por um lado, as críticas - sempre leves e pouco controversas - não chegam sequer o dedo à ferida como todos queríamos ver, por outro, a componente informativa é ora excessivamente complexa, ora demasiado simplista.

Uma das maiores faltas passa pela ocultação de algumas grandes polémicas que não somente deviam, como tinham imperativamente de ser faladas (a possibilidade polémica de Bush ter sido manipulado pelos membros do seu governo em várias decisões fulcrais, por exemplo).

 

W. provoca uma imensa vontade de discutir Bush, a sua vida e políticas...mas, ao mesmo tempo, não nos fornece as "palavras" que necessitamos para prosseguir com o debate. Morre na praia.

 

Mas mesmo depois de todo este turbilhão, é impossível evitar a reflexão. 

O Bush que acabámos de ver no ecrã não é o que esperávamos. Ele é, e isso sim, um americano como tantos outros, que gosta da sua cerveja num bar populado e animado; que vive um sonho adquirido (posterior à era Basebol) - o glamouroso "American Dream" - e que se perde muitas vezes nos trilhos esbatidos desse mesmo sonho.

 Ao atingir finalmente a presidência da grande potência mundial, Bush continua o mesmo homem: simples e dotado de uma inteligência...peculiar e não frequentemente farta. Ao mesmo tempo, vemos o retrato de um filho sedento do amor, aprovação e reconhecimento do pai.

 

A maior surpresa deste W. é sem dúvida essa altura em que começam a passar os créditos finais; porque ao entrarmos na sala, Bush era o tirano estúpido e bronco que levou a América a tantas crises em tantos sectores que não as contamos nem com os dedos dos pés e das mãos; todavia, no final, é impossível não sentir compaixão e até alguma simpatia pelo homem que só queria ser uma estrela do basebol.

 

6.5/10

 (*) Como um pequeno apontamento extra,

gostaría de vos deixar aquele que foi,

para mim, o poster do ano! A grande colectânea

de "buchas do Bush"! E...sim meus amigos,

cada uma delas saiu da própria boquinha deste senhor...

 

É só clicar na imagem para ampliar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mise en Scène - Friday the 13th e Underworld 3

por Catarina d´Oliveira, em 24.10.08

Para acordar com o faro cinematográfico bem apuradinho, hoje trago-vos dois trailers de dois filmes muito aguardados de 2009.

 

Primeiro, o invariável teaser trailer (em qualidade decente!) do remake da grande "série" clássica dos anos 80: Friday the 13th .A premissa? Bom, estão a ver assim um ajuntamento de jovens? Tipo acampamento? Pronto, temos isso, e depois é um chalado a correr atrás deles e a matá-los a todos.

 

Não se deixem enganar pela simplicidade e pelo "cliché", porque nos anos 80 era isto que estava a dar e tornou-se, sem dúvida, num dos grandes filmes de terror de todos os tempos. Só nos resta esperar que este remake tenha um bocadinho da magia dos filmes antigos!

 

 

Continuando num ambiente, como dizer, "creepy", o segundo trailer de hoje é uma prequela dos dois filmes de Underworld e toma o nome de Underworld: Rise of the Lycans.

 

Nesta nova fita, acompanhamos a história das origens dos antigos vampiros aristocratas (conhecidos por Death Dealers) e dos seus servos/escravos (os Lycans). A certa altura, o jovem Lucian (um escravo) dá nas vistas ao liderar um grupo de revolucionários contra o grande rei vampiro Viktor. Para ajudar à festa, Sonia junta-se a Lucian nesta épica batalha pela liberdade dos Lycan!

 

Se bem me lembro nem cheguei a ver o segundo filme... vampiros nunca foram coisa que me atraísse especialmente, mas gosto sempre de ser surpreendida ehe!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Snorricam - "The Half"

por Catarina d´Oliveira, em 22.10.08

De dia, filmam os filmes que tão bem conhecemos...

...à noite, despem-se do galmour hollywoodesco e embarcam num novo personagem. Um personagem totalmente novo e diferente... o personagem teatral.

 

 

Durante 25 anos, Simon Annand correu inúmeros teatros Britânicos em busca das suas melhores fotos. A sua lente capta os actores num momento especial e de crucial importância em Teatro - o momento derradeiro, conhecido por "the half" (ou em português, a "meia hora"). Este momento diz respeito àquela meia hora que antecede a entrada em palco, e que Kevin Spacey descreve como "30 minutos de calma contemplação ou de um medo extremo".

 

Os bastidores, muito especialmente os camarins, são locais de concentração, onde o actor - a partir deste momento, completamente sozinho -  inicia o processo de "aceitação" e encarnação psíquica do personagem ficcional.

 

Simon Annand teve a honra de fotografar muitos destes momentos poderosos e íntimos que nunca temos a oportunidade de ver.

 

(clicar para ampliar)

Daniel Day-Lewis

Kevin Spacey                                      Judi Dench

 

Daniel Craig

Cate Blanchett                                      Tilda Swinton

 

Andrea Risebourough

Simon Russell Beale                             Kristin Scott Thomas

 

Ian McKellen

Vanessa Redgrave                                        Jeremy Irons

 

Lia Williams

Kevin Spacey

Daniel Radcliffe

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mise en Scène - Australia [e duas surpresas!]

por Catarina d´Oliveira, em 22.10.08

Com o Natal e as grandes estreias a aproximar-se, Australia saiu-se com um "novo" trailer. Usei o termo novo entre aspas porque, teoricamente, trata-se de uma versão mais longa de um trailer que já havia por aí...  é-nos apresentada uma nova personagem, alguns diálogos novos e mais umas quantas paisagens daquelas mesmo de tirar o fôlego! Australia é dirigido pelo mesmo realizador dos filmes de "amores improváveis&impossíveis", Moulin Rouge e Romeo+Juliet, Baz Luhrmann.

 

 

Quanto às tais supresas que apontei no título...

 

Uma delas diz respeito, como já seria de esperar, à rodagem do momento: Inglorious Basterds, de Quentin Tarantino. Depois da divulgação da primeira imagem de Brad Pitt como Aldo Raine, podemos dar a primeira olhadela ao Sargento Hugo Stiglitz, interpretado pelo alemão Til Schweiger.

 

[Fonte imagem: Belga.be]

 

Por último trago-vos uma das primeiras imagens oficiais de um dos filmes mais aguardados do próximo ano, infelizmente, pelas piores razões... falo de The Imaginarium of Doctor Parnassus, aquele que é de facto o derradeiro filme de Heath Ledger.

 

[Nota: Como também saberão, na altura da morte de Ledger, as filmagens ainda não estavam terminadas, pelo que o seu personagem será interpretado também por Johnny Depp, Jude Law e Colin Farrell.]

 

Assim, ficamos com última personagem de Ledger que teremos o prazer de ver em filme...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Master Shot - Onde é que eu já vi isto? (Fantasia)

por Catarina d´Oliveira, em 21.10.08

 

 

 

 

1. Heróis (surrealmente) altruístas que só pensam no “Bem Maior”.

 
2. Herói tem um velho e sábio tutor que se vem a saber ser o seu avô/avó.
 
3. A "peregrinação" para encontrar/destruír um tesouro/anel/caixa (ou outro artefacto) que vai destruir/salvar o mundo.
 
4. Os nomes são uma particularidade MUITO importante nos filmes de fantasia e seguem determinados padrões dos quais se destacam:
  a) Nomes que começam por X, Z, G, K ou outra letra que não lembra a ninguém.
  b) Nomes praticamente sem vogais.
  c) Nomes com demasiadas vogais.
 
5. Guerreiros jovens e inexperientes enfrentam um lutador muito mais velho e experiente mas sabe-se lá como, arranjam sempre maneira de ganhar.
 
6. Cidades medievais com estradas e caminhos imaculados.
 
7. A língua falada mantém-se inalterada mesmo passados 10000 anos; existe apenas UMA linguagem antiga e nenhumas intermédias.
 
8. Mundo fantástico em apuros apesar de ter em sua defesa grandes seres, guerreiros e magos?? No problemo! Basta chamar um grupinho de 3/4 "pitos" que o assunto fica resolvido!
 
9. As pessoas que o herói pensa serem os seus pais, não o são… Na realidade é descendente de grandes reis/mágicos/guerreiros.
 
10. Equipa do Mal = Feios + Estúpidos (à excepção do grande chefe)
Equipa do Bem = Lindos + Inteligentes
 
11. O herói é identificado como “o tal” por uma marca de nascença/cicatriz/anel ou outro artefacto.
 
12. Existência de raças totalmente boas e totalmente más (ex: elfos e orcs)
 
13. O grande vilão tem de matar pelo menos um dos seus maiores seguidores (não importa o quão leal ele possa ser).
 
14. O velhadas cheio de sabedoria acerca de tudo (curandeiro, feiticeiro ou algo do género).
 
15. Culturas de guerreiros baseados nos Samurais ou Romanos.
 
16. Sociedades medievais com extrema sensibilidade liberal (que nem hoje existe em muitos sítios do mundo) relativamente a questões como os direitos das mulheres ou a homossexualidade.
 
17. Padres/Freis aventureiros.
 
18. Magos/Mágicos/Feiticeiros que também são mestres a manejar uma espada.
 
19. Mundos onde os humanos são todos iguais, não importa a localização geográfica.
 
20. Voar nas costas de dragões.
 
21. Cidades no meio do nada, sem abastecimento água ou comida mas que, de alguma maneira, lá se desenrascam e sobrevivem.
 
22. Magia Negra vs Magia Branca
 
23. Sociedades onde ninguém faz mais nada sem ser viver grandes aventuras.
 
24. Animais que agem como humanos.
 
25. Não há sinal de casas de banho no mundo fantástico.
 
26. Sociedades sem uma estrutura económica discernível e que nunca evoluem.
 
27. Vampiros/Lobisomens que coexistem com os humanos sem serem detectados apesar de serem mais que as mães e andarem sempre com as dentolas de fora.
 
28. Mundos onde as fadas são sempre boas e as bruxas sempre más.
 
29. O herói sofre do síndrome da (aparente) "paixão impossível"...sim, aparente; porque no fim, depois de "salvar a honra do convento", acaba sempre por ficar com a sua queriducha.
 
30. O grandioso castelo/fortaleza/torre das trevas que é impenetrável... ah não! Menos para aquela espécie de guia que acompanha o herói... esse sabe sempre uma maneira de lá entrar.
 
----    ----    ----    ----    ----
 
Outras publicações do "Onde é que eu já vi isto?" :

Autoria e outros dados (tags, etc)

Flashforward - Filme de Lost...

por Catarina d´Oliveira, em 20.10.08

 

...provavelmente não vai acontecer.

 

O grande JoBlo teve o prazer de falar com o produtor executivo de Lost, Damon Lindelof, que foi muito claro nas suas palavras:

 

"As pessoas têm sido tão pacientes com a série e agora ia-lhes dizer que vamos acabar a série mas vamos deixar umas pontas soltas para que "possam" pagar 14 dólares e ir ver ao cinema?... Nunca devemos dizer nunca, mas o que queremos dizer é que, quando o último episódio for para o ar, vai ser muito conclusivo. Não vão ficar pontos de interrogação depois da palavra FIM"

 

Ainda a ajudar à festa, o produtor JJ Abrams disse à MTV que "algo me diz que (o filme) nunca vai acontecer!"

 

Haja gente com tento na cabeça!

Lost é uma das minhas séries televisivas de eleição; acompanho absolutamente "on the edge of my seat"! Mas todos sabemos quais são (normalmente) os resultados destas adaptações... uma treta.

 

A verdade é que Lost é um autêntico fenómeno. Uma série espectacular, com um suspense e mistério que nos prendem e surpreendem de tal maneira que nem é possível descrever...

 

Deixem essas ideias... Lost é Lost, e é assim porque é uma grande SÉRIE, não um filme, e o resto é conversa!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Media Shots - Take Magazine nº8

por Catarina d´Oliveira, em 19.10.08

Já saiu a 8ª edição da GRANDE revista de cinema online: Take - Cinema Magazine.

 

Nesta edição, além das habituais críticas e passatempos, podemos contar com artigos especiais dedicados a Max Payne, a despedida do grande Paul Newman, Burn After Reading, Lost e Heroes (séries televisivas) e muito mais!

 

Agora com licença que vou ler o meu exemplar!

(para também o poderem fazer é só clicar na imagem!)

 

 

Versão PDF -  Take Nº 8

Autoria e outros dados (tags, etc)

New Shots - 20 a 26 de Outubro

por Catarina d´Oliveira, em 19.10.08

 

Esta semana nos cinemas:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Originais - Quando era pequena...

por Catarina d´Oliveira, em 18.10.08

...queria ser pintora. Ou desenhista para ser mais precisa, porque, sinceramente, nunca tive muito jeito para pintar com aguarelas, ou lápis de cor, ou qualquer outra coisa...

 

O carvão, por outro lado, dava e dá liberdade à minha mão para, bem ou mal, exprimir o que vai cá dentro; nesta cabeça por vezes tão complicada.

 

Sem obrigações ou hora marcada, o desenho não é um hobby, mas uma terapia. Um momento em que me entrego a mim mesma e onde visito lugares que nunca pensei poder visitar... tal qual como quando escrevo.  

 

Mas...o que é que acontece quando Desenho e Cinema se cruzam?

O mesmo que acontece quando colidem duas paixões...tornam-se um só.

 

(clicar para versões completas dos desenhos)

 

   

 

 

    

 

Autoria e outros dados (tags, etc)




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2008

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D