Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Snorricam - Pixar = Sucesso + Sucesso + Sucesso...

por Catarina d´Oliveira, em 09.06.09

Aproveitando o sucesso na bilheteira e entre a crítica de Up, há uns dias o site dailyfill.com publicou alguns dados interessantes relacionados com a nossa adorada Pixar.

 

Alguns leitores poderão não saber, mas a Pixar era um ilustre desconhecido até há cerca de 14 anos e encontrou o caminho para o sucesso sem se prestar a grandes espalhafatos ou a produzir sequelas de sequelas de sequelas (o único caso nos 10 filmes já lançados foi, como sabem, Toy Story 2).

 

A Pixar é um exemplo para todos aqueles que de alguma forma estão ligados à criação de cinema superando-se a cada obra com personagens ainda mais icónicas e enredos ainda mais elaborados. A Pixar, como todos os outros estúdios, vive dos lucros, mas é como muito poucos que continua a mostrar paixão em cada projecto e a dedicar-se de corpo e alma como se do último se tratasse.

 

Mas vamos então aos números...

 

ATENÇÃO

(1) Os valores apresentados estão em dólares americanos

(2) Mais abaixo, na comparação com outros filmes, o polegar levantado para cima e para baixo quer dizer, respectivamente, se o valor médio por filme e/ou as críticas positivas são superiores à Pixar ou não.

 

 

Os primeiros 9 filmes da Pixar renderam aproximadamente $4.861.639.959 em todo o Mundo.

 

Média = $540 Milhões / Filme

 

Média Tomatometer - 94%

 

(Nota: Tomatometer é o medidor de percentagem de críticas positivas de Críticos aprovados do site RottenTomatoes)

 

Agora a parte engraçada...

Vamos lá então comparar com alguns dos mais famosos e bem sucedidos franchisings da história do Cinema.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Roberto a 09.06.2009 às 12:17

Sabes que não costumo seguir de perto estes resultados, mas são sempre dados pertinentes e a partir dos quais podemos tirar inúmeras conclusões.

Vou destacar 4 casos:
No caso da Pixar, note-se o resultado de NEMO. Foi original, um produto muito muito diferente, "nos Oceanos", uma história de inocência e de grandes valores à semelhança dos clássicos Disney. E grande em avanços tecnológicos. O resultado compensou. WALLE tinha tudo para se equiparar a NEMO, por exemplo, mas já pedia um público diferente.

No caso dos Batman, note-se o resultado de THE DARK KNIGHT. Superou todos os outros, a qualidade compensa, Heath Ledger compensa. E de facto estes foram motivos suficientes para superar BATMAN BEGINS.

No caso dos Matrix, o MATRIX RELOADED. Teve mais audiências que o primeiro, pois o primeiro prometeu. Este segundo capítulo não deu o que se esperava, e os resultados do 3º comprovam.

No caso do Indiana Jones, o REINO DA CAVEIRA DE CRISTAL. Muitos anos depois, o público já mudou. Espera outro tipo de coisas. Para além disso, o factor realmente determinante penso que foi o filme, do qual se esperava muuito mais. A qualidade do argumento não possibilitou mais lucros, nitidamente.

Seria curioso analisar os dados referentes à trilogia O PADRINHO, se conseguires arranjar esses valores havias de publicar. O 3º capítulo também saiu muito depois dos 2 primeiros mas as circunstâncias que envolvem o fenómeno são diferentes.

Cumps.
Filipe Assis
CINEROAD - A Estrada do Cinema (http://cineroad.blogspot.com/)

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.




Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Junho 2009

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

subscrever feeds


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D