Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

free hit counters


Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Point-Of-View-Shot - Slumdog Millionaire (2008)

por Catarina d´Oliveira, em 06.02.09

 

"When somebody asks me a question, I tell them the answer"

 

Danny Boyle é um dos poucos realizadores que se pode dar ao luxo de dizer que não tem dois filmes iguais. De facto, o mais correcto é dizer que são todos radicalmente diferentes; veja-se o vertiginoso e visceral Trainspotting (1996), o apaixonante The Beach, o horrorizante 28 Days Later (2002) ou o inocente Millions (2004). Como não poderia deixar de ser, Slumdog Millionaire, o seu mais recente filme, é mais um belo e completo naipe a adicionar a um baralho único.


O épico social passa-se na “Nova Índia” e arranca na edição Indiana do famoso concurso televisivo “Quem Quer Ser Milionário?” que tem um concorrente curioso: Jamal Malik é um órfão de 18 anos de um bairro pobre de Bombaim, sem estudos e que, com toda a nação com os olhos postos em si, está a apenas uma questão de ganhar 20 milhões de rupias (aproximadamente 320.000 €). Acusado de fazer batota, antes da derradeira questão ser colocada, Jamal é levado e torturado pela polícia Indiana que o obriga a contar admitir como conseguiu responder correctamente a todas as perguntas. É neste momento que começa uma viagem alucinante, triste mas incrivelmente colorida, de um rapaz que construiu a sua própria educação com os tijolos da pobreza e do abandono, o cimento da exploração e do crime, mas acima de tudo, com a vontade do amor.

 

 

A Índia do mundo moderno terá sido claramente o marco de inspiração para Danny Boyle. Visualmente, Slumdog Millionaire é arrebatador e poderoso; tanto no contraste de cores pálidas e discretas com a extravagância e vivacidade dos amarelos e laranjas, como na paradoxal navegação por luxuosos apartamentos e condomínios que têm como pano de fundo uma cidade minada pela população pobre, que sobrevive em vez de viver em condições precárias e sujas.


Slumdog Millionaire é uma mistura estranha e arriscada que acaba por resultar num dos grandes filmes de 2008; numa mescla de “Cidade de Deus” e “Oliver Twist”, marcada pelos cortes rápidos e repentinos e música electrizante. A dinâmica e ritmo de Boyle é inegável com uma cena de abertura que tem tanto de simples como de original, uma questão de escolha múltipla:


Jamal Malik está a uma questão de ganhar 20 milhões de rupias. Como é que o fez?
a) Fez batota
b)É sortudo
c)É um génio
d)É o destino


O elenco tem, no geral, uma prestação bem positiva para tantas caras desconhecidas ao espectador; no entanto é sustentado por três personagens, impecavelmente interpretados por três belos actores. Dev Patel, o nosso herói Jamal, é um carismático protagonista que apesar de não conduzir o seu personagem ao longo de todo o filme (dois actores mais novos também o fazem em períodos diferentes da vida de Jamal), é sem dúvida a sua grande alma. De cada vez que está no plano, a cena é sua, mostrando-se como uma potencial nova estrela do cinema futuro.


Depois temos Madhur Mittal que vive Salim, o irmão mais velho de Jamal, e lhe dá um delicioso toque de ambiguidade e opacidade nos motivos que o guiam e Anil Kapoor, interpretando o apresentador Prem Kumar, um homem provocador e desconfiado.
 

 

Todavia, e não destoando o facto de ser um grande filme, houve qualquer coisa em Slumdog Millionaire que não me encantou da mesma forma que a tantas outras pessoas por esse mundo fora.

 

Passados alguns dias do visionamento, e depois de ter pensado sobre a questão, penso que o meu maior problema se prende com a estruturação do filme. Parece contraditório depois de ter referido as qualidades do trabalho de Boyle. No entanto, estas são para mim inegáveis se consideradas pontualmente; em termos de conjunto final, parece-me ter faltado alguma melhor organização e elaboração. Os flashbacks que explicam as diversas respostas (apesar de alguns serem um pouco irrealistas) são genericamente interessantes, mas à 3ª ou 4ª memória a coisa parece começar a tornar-se um pouco repetitiva, o que vem a retirar alguma velocidade e ritmo à acção.


Pode não considerar-se criticamente importante, mas também me fez alguma confusão que as questões que surgiram ao longo do jogo tenham nas suas respostas o desenvolvimento exactamente cronológico da vida de Jamal, acompanhando-o continuamente, da infância até à idade pré-adulta. Não existe maior cliché do que falar de clichés em filmes, mas de facto, Slumdog também tem a sua dose (e boa dose). Devo admitir também que no final me encontrava completamente extenuada: a música por vezes demasiado alta e as filmagens rápidas e bruscas quase me levaram a melhor…

 

 

Apesar de tudo, pelo que representa, pela sentida e verdadeiramente bonita mensagem que transmite e pela grande intenção de quem o produziu, Slumdog Millionaire é para mim, como para todos, um dos grandes filmes do ano. Não o vendo como a obra-prima que muitos consideram, vejo-o como um filme como poucos, que apesar de falhas técnicas apresenta uma das mais arrebatadoras histórias dos últimos anos.


Os últimos minutos são mesmo excepcionais, e têm o dom de quase transformar a hora e meia que ficou para trás. Slumdog Millionaire não deixa nunca de ser uma celebração; da experiência humana, do amor, das dificuldades que nos fazem crescer. Uma celebração e um nobre hino à vida.
 

8.5/10

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Imagem de perfil

De Hugo Gomes a 06.02.2009 às 18:47

Sim, tem as usas falhas, principalmente a da lingua, a infancia de Jamal é marcado pelo "indiano", depois as personagens começam a falar inglês atorto e a direito, mesmo quando se encontravam sozinhos.

Mas é emocionante, e um dos melhores do ano, e apesar de considerar The Curious Case melhor filme, Slumdog é já o meu favorito ao titulo. (desculpa Fincher)

Bjs.
Sem imagem de perfil

De Filipe Coutinho a 06.02.2009 às 19:44

Um filme surpreendente. Apesar de todas as críticas favoráveis, é ver para crer. E ele provou ser muito bom. Ainda assim, o meu favorito para os Oscars é o Curious Case of Ben Button.

bj
Sem imagem de perfil

De Tiago Ramos a 06.02.2009 às 21:01

Fico feliz por ver que há alguém que, tal como eu, gostou do filme, mas que repara que há ali qualquer coisa que lhe falta.
Imagem de perfil

De l00ker a 06.02.2009 às 22:41

concordo com o teu post. É um bom filme mas falta ali qualquer coisinha...por isso como já tinha dito noutro comentário neste blog, espero mesmo que haja surpresas nos Óscares e o filme de Fincher acabe por arrebatar os prémios mais importantes :)
Imagem de perfil

De thesubsidal a 07.02.2009 às 23:58

Eu achei este filme fantástico porque senti-o (e não estou a dizer que as outras pessoas não o sentiram) e, só por isso dei-lhe 5 estrelas. Se fosse mais racional, talvez daria 4, porque existem ali alguns erros, como por exemplo o facto dos miúdos começarem a falar em Indiano e de repente aparecem a falar Inglês fluentemente.
Sem imagem de perfil

De 'stracciatella a 08.02.2009 às 01:36

Resposta D. :P

Acabei agora de ver e, apesar de ter gostado imenso, na generalidade, a música e as movimentações demasiados bruscas deixaram.me uma bela dor de cabeça. De qualquer forma, está perdoado.

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

free hit counters


Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D