Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

free hit counters


Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Point-of-View Shot - The Tourist (2010)

por Catarina d´Oliveira, em 15.01.11

  

"This is exactly why she chose him. To distract us"

 

A discriminação é uma das falhas mais comuns entre as sociedades de seres humanos. Discriminamos raças, orientações sexuais, filosofias de vida, enfim. Tudo o que dê para implicar, nós vamos atacar. Os filmes não são excepção.


O filme de comédia é a minoria étnica; é o miúdo gordinho no parque infantil. Mas temos de recordar que a comédia é também o género mais difícil de realizar em cinema, e aquele que tem menor taxa de sucesso em cair nas graças da audiência, e ainda menor em agradar à crítica.


Resolvi fazer esta breve introdução porque, depois de ter ido ontem ao cinema ver The Tourist, naveguei pela Internet a ver o que se dizia sobre o filme. The Tourist não é, sem dúvida, a comédia da década, nem tão pouco (e provavelmente) a do ano. Todavia, uma pontuação de 10% (ou 1/10) no Rotten Tomatoes por parte dos críticos profissionais parece-me dura de mais.

 

Os elementos familiars vieram todos à festa neste romance/thriller/filme de acção: armas, mafiosos, espiões, veículos despedaçados, identidades falsas e, é claro, grandes estrelas.

 

 

Durante uma viagem improvisada para Europa para curar o coração desfeito, Frank, um professor de Matemática do Wisconsin, envolve-se numa espécie de caso amoroso com Elise, uma mulher extraordinária e misteriosa e que deliberadamente se cruza no seu caminho. Tendo como pano de fundo as maravilhosas cidades de Paris e Veneza, o romance turbulento rapidamente evolui à medida que eles se encontram num jogo mortal de gato e rato.

 

Vamos primeiro às coisas boas ou às más? Para variar um bocadinho, vamos primeiro às más.

 

Um dos factores mais deprimentes é o desperdício de talento em personagens vazios. Angelina Jolie e Johnny Depp fazem o que podem (sendo que, mesmo assim, Depp faz muito mais devido à natureza mais flexível do personagem) mas a química entre os dois é inexistente. Paul Bettany, Timothy Dalton, Steven Berkoff e Rufus Sewell andam por lá a desfilar sem fazerem nada de muito memorável.

 

Se quisermos ficar mais deprimidos, olhemos para trás das câmeras e veremos que o realizador/argumentista é Florian Henckel von Donnersmarck, que realizou The Lives of Others (vencedor do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2007). A trabalhar no argumento tivemos ainda Christopher McQuarrie (vencedor de Oscar por The Usual Suspects) e Julian Fellowes (vencedeor do Oscar por Gosford Park). Ainda para piorar mais, o argumento foi baseado num filme francês escrito por Jerome Salle que foi nomeado para um Cesar. A esta hora, os prémios já devem ter ganho pernas e fugiram das casas dos vencedores provavelmente.

 

Tanta gente tão criativa presa numa bolha de inércia... Enfim...

 

 
O argumento é das coisas mais implausíveis e preguiçosas que temos visto nas salas de cinema: a lógica não impera por lá, e não são poucas as vezes que somos confrontados com situações que são incompatíveis com outras que vimos há poucos minutos. Em termos cinematográficos, é uma espécie de mistura entre Charade (1963) e North By Northwest (1959). Isto, é claro, sem a química e o mistério. Bom e sem o engenho também.

 

Do lado positivo, temos que The Tourist oferece o star power mais sexy do ano, e talvez seja este o grande ponto forte do filme: vamos ver porque queremos ver dois actores carismáticos e atraentes (ainda que não sejam dois grandes papéis) a fugir de um lado para o outro em lugares “exóticos” e a oferecerem-nos uma escapadinha da vida real. O truque funciona, ainda que o processo de storytelling seja, como referido supra, muito deficitário.


Outro dos pontos que funciona a seu favor nesta época de nomeações e entregas de prémios é que é uma forma simpática de se passar um serão calmo, não sendo um filme cansativo do ponto de vista intelectual e que dá oportunidade aos pais de verem um filme enquanto os filhos podem ir viajar por Narnia (também nos cinemas).

 

 

Paris e Veneza continuam duas das mais belas cidades do mundo, sendo que o enfoque é dado especialmente à última, que nunca pareceu tão bela no cinema. No fundo, The Tourist pede apenas duas coisas: para nos recostarmos e apreciarmos a viagem.

 

A verdade é que a experiência proporcionada pela fita será tanto melhor quantas mais pessoas estiverem a assistir connosco. O fenómeno da gargalhada e das vivências colectivas ajudam muito. Como dizia uma boa amiga minha, às vezes o que nos apetece mesmo é ver algo leve e divertido (um bom antídoto à complexidade de Inception, por exemplo). E numa noite de quarta-feira, depois de ter aulas das 8:30 às 17:00, era mesmo isso que me apetecia. E não levando expectativas altas (de todo), até não foi uma má experiência.

 

6/10

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Frederico Daniel a 07.03.2016 às 21:11

"O Turista": 4*

"O Turista" tem momentos hilariantes e cenas de pura ação, tem também surpreendentes reviravoltas e uma pitada de romance.
"The Tourist" tem um bom elenco e uma boa química entre os protagonistas, o que mostra a qualidade do filme.

Cumprimentos, Frederico.

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Janeiro 2011

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

free hit counters


Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D