Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Agosto 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

free hit counters


Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D


Point-Of-View Shot - Hancock (2008)

por Catarina d´Oliveira, em 04.08.08

 

"You deserve better from me. I can be better. I will be better."

 

Verão rima com Blockbuster, e Blockbuster rima com super-herói.

Sem surpresas, este Verão vimo-nos atolados de super-heróis por tudo quanto é lado: um de ferro, um verde, um morcego...por aí fora. Quando parecia que nada de novo podia aparecer, eis que surge Hancock.

 

John Hancock tem poderes: super-força, voa e é, ao que parece, imortal; tudo o que é necessário para ser o salvador da cidade, a esperança dos fracos e dos justos, a luz da justiça. Contudo, Hancock não é bem aquilo que se espera... bebe, fala mal e deixa um rasto de destruição de cada vez que faz um salvamento que custa muito aos bolsos da cidade.

Conclusão: os cidadãos odeiam-no.

 

Até que aparece Ray, um relações públicas que, depois de ter sido salvo por Hancock, decide ajudá-lo a conquistar uma nova imagem na cidade e a ser amado pela população. Com dúvidas, Hancock acaba por aceitar. E mais podia dizer-se da história, o que não vou fazer para não cair em desastrosos spoilers para quem não viu o filme.

 

O que fica bem patente depois do visionamento desta fita é algo que poderíamos não esperar - uma originalidade que renova o interesse em filmes sobre grandes heróis. E começa logo por aí. Hancock é um autêntico anti-herói que não é desejado por ninguém. 

 

Quando a fita começava a parecer perder-se em repetitivos "acidentes" de Hancock ou tentativas de o tornar menos desastrado, surgem alguns twists que renovam o interesse e fazem uma espécie de reanimação ao enredo. É também a partir desta altura que começamos a conhecer melhor a história,a vida e aquilo que Hancock é, o que é, sem dúvida, uma grande mais valia. É interessante observar a evolução psicológica da personagem e descobrirmos que, afinal, se calhar, Hancock importa-se com algumas coisas.

 

Uma nota positiva para o trailer que não arruinava as surpresas do filme como tantas vezes acontece na actualidade.

 

 

O sempre carismático Will Smith aterra num papel que parece ter sido feito para ele. Com naturalidade e eficácia, Smith dá a Hancock uma irreverência politicamente incorrecta que, apesar de no ecrã não ser apreciada pelos habitantes da cidade, funciona muitíssimo bem na audiência. Charlize Theron, sempre competente, oferece-nos uma Mary à partida desinteressante e sem grande relevo na trama. Contudo demonstra-se uma personagem fulcral e intrigante que, impecavelmente interpretada, só dá a ganhar ao enredo.

 

Mas... chegámos à parte dos "mas..."

 

Tinha potencial. É um puzzle que tem todas as peças necessárias mas que ninguém completa com eficácia. Se Hancock é fresco na originalidade do núcleo de ideias principais é francamente fraco na forma como as desenvolve, dando-se muitas vezes demasiado ênfase às questões de destruição e pouca atenção ao desenrolar da acção. A nível técnico notam-se essencialmente duas grandes falhas: os efeitos especiais estranhamente insatisfatórios e a clara questão da "tremedeira" da imagem nas cenas de acção mais rebuscadas, que não assenta bem num filme deste género.

 

Apesar de inegáveis qualidades e de proporcionar um bom momento de entretenimento, Hancock só não é um filme muito bom por uma razão simples, mas esmagadora: tinha tudo para o ser, mas não foi.

 

6.5/10

Autoria e outros dados (tags, etc)


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Sara a 22.02.2009 às 00:43

vá... convenhamos que a cena do rolo da massa e das frigideiras foi no mínimo hilariante... Pela minha parte, considerei o filme uma verdadeira metáfora do amor...
Eu sei que dizer isto já e revelar um pouco da história, mas o filme já saiu à tanto tempo... nao devo estar a estragar a surpresa a ninguém...

Comentar post




Mais sobre mim

foto do autor



Calendário

Agosto 2008

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

free hit counters


Action Props Jogos
Awards Season Época de Prémios
Deep Focus Artigos
Flashback Regresso ao Passado
Flashforward Notícias e Projectos
Freeze Frame Shot Imagens
Master Shot Listas e Tops
Mise en Scène Trailers e Posters
New Shots Estreias
Outtake Fora da Sétima Arte
Point-of-View Shot Críticas
Pull Back Shot Um olhar sobre o passado das Estrelas
Smash Cut Citações
Snorricam Extras
Widescreen Cenas Icónicas

. Blog Oficial


Membro do Círculo de Críticos Online Portugueses

. Blog Oficial




Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D